SIGAM ESTE BLOG

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Gestão dos Estoques. Validade de inventários anuais

Na gestão de inventário a visão financeira tradicional não é suficiente para se obter a qualidade necessária nos controles.

Profissionais que acham adequado efetuar inventários anuais, ou mesmo por períodos menores podem estar incorrendo em grave erro. Muitas empresas efetuam inventários e ajustam automaticamente muitas variações. Nesses sistemas de trabalho as causas efetivas das variações não são trabalhadas no sentido de se ter eficiência, eficácia e melhoria contínua nos controles.


Assim como em outras áreas a gestão dos inventário requer melhoria contínua, e bons sistemas de controle devem se assemelhar a um caixa de banco, onde nenhuma variação é aceita.


É muito importante que as variações sejam medidas adequadamente. Desta forma recomenda-se que se somem as variações negativas e positivas independentemente do sinal, obtendo-se assim a variação absoluta. 

Veja exemplo a seguir:


Variação Negativa - 5 milhões
Variação Positiva   - 4 milhões
Variação Total  ou
contabil                  - 1 milhão


variação absoluta   -  9 milhões   ( Esse número é que deve-se tomar para medir a porcentagem de erros nos estoques )


Supondo que o total dos estoques seja  50 milhões, a variação apurada corresponderia a 18%. Enquanto a variação contábil corresponde a 2%.



Empresas que realizam inventários uma vez por ano, podem estar enquadradas em pelo menos 2 situações:

* O sistema de controle é tão eficiente que não necessita de inventários mais frequentes. Essa sistuação é bastante rara;

* A empresa está defasada em termos de controle, pois os inventários precisam estar sempre corretos, e erros de inventários podem implicar em problemas graves, como vender o que não existe ou comprar o que não precisa.

As empresas industriais ou não precisam estar com inventários corretos todos os dias, e as empresas bem gerenciadas possuem sistemas de inventários rotativos, onde a acurácia dos inventários são medidas e as variações analisadas continuamente, e os problemas encontrados são trabalhados de forma a obter melhoria continua na gestão de estoques.

Implementei um sistema de inventários rotativos que com o tempo apresentava elevado nível de acurácia. Os inventários rotativos eram validados pela auditaria KPMG, que dispensavam a realização de inventários gerais. Efetivamente um investimento para a boa gestão dos inventários vale a pena.

sábado, 16 de julho de 2011

Sustentabilidade como oportunidade empresarial

Fonte: EcoRenova.com.br

Sabemos que o tema sustentabilidade permeia a nossa realidade. No início, muitos acharam que desenvolvimento e sustentabilidade não poderiam andar juntos, mas vimos que isso hoje é muito possível e é um sucesso, tanto para o meio ambiente quanto para a sociedade.
A cada dia, vemos uma nova tecnologia que se preocupa com o meio ambiente e com as pessoas, uma vez que empresas e consumidores passaram a enxergar que ser ambientalmente responsável não é um diferencial, mas algo essencial para a vida de hoje e do futuro. Investir em sustentabilidade é uma oportunidade de bons negócios.

Como muitos consumidores descobriram que é bom agir e pensar de maneira sustentável, empresas que já experimentaram desenvolver produtos sustentáveis ou usar tecnologias que diminuem os impactos no meio ambiente tiveram o reconhecimento de seus esforços. Isso se reflete no retorno garantido, uma vez que cerca de 58% dos brasileiros consideram a sustentabilidade na hora de comprar um produto e 25% se dispõem a pagar mais por produtos sustentáveis, dados esses divulgados pela Accor em abril deste ano.
Se pensamos que tudo o que precisávamos já foi criado, ainda há muita coisa por vir. Com o rápido desenvolvimento das tecnologias verdes, podemos esperar novidades muito promissoras e empresários dispostos a usá-las em seus empreendimentos.


Importante: EcoRenova é uma empresa inovadora que está introduzindo no mercado um produto verde e extremamente inovador. Com seus produtos a limpeza, desengraxamento, lavagem em geral incluindo louças, poderão ser efuatuadas sem uso de produtos agressivos ao meio ambiente. O desempenho do produto é incrível. Atualmente a empresa está avançando com seus produtos na área industrial, porém acaba de lançar uma linha para uso doméstico com produtos que não agridem o meio ambiente.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sistema de Custos Standard.


Poucos são os profissionais que realmente entendem de Custo Standard.

Muitas empresas adotam um sistema onde os custos são calculados tomando-se automaticamente os últimos custos registrados e adotam alguns padrões para certos processos. Esses sistemas estão longe de serem sistemas de custos standard.

Um sistema de custo standard adota padrões previamente e cientificamente definidos como custos esperados para um período, que de preferência deve ser um período superior a 3 meses, podendo chegar a um ano ou mais. Lógico que havendo necessidade o standard poderá ser ajustado, mas um sistema de custo standard decente não fica ajustando toda hora os custos.

O standard é o orçamento do produto,  e uma empresa não faz orçamento todo mês, mas faz normalmente um orçamento anual, e dependendo da empresa faz algumas revisões, as quais chama de forecast.
 
Da mesma forma o standard é feito para períodos específicos, e para mim o melhor standard é aquele que segue os principios dos custos meta, que representa os custos esperados para um determinado período.

Somente fazer um bom standard não significa muita coisa, é preciso medir as diversas variações que normalmente ocorrem. A medição, divulgação e análise das variações é que determinam a qualidade do custo standard. Um bom sistema de custo standard é algo precioso que colabora em muito com a gestão dos custos dos produtos.

Os custos standard não se contrapõe ao ABC ( Activity Based Costing ) ou a outras abordagens de custos mas as metodologias se complementam.

Cálculos de Custos são cálculos técnicos onde o entendimento profundo da estrutura de custos é essencial. Gestores de custos não podem ficar com o traseiro nas cadeiras constantemente acumulando números nas contas contábeis. É preciso grande inteiração com o que está acontecendo nos processos. Assim as variações de custos propiciarão correções e ajustes estratégicos levando a custos ideais.

Quando apuramos os custos finais de um produto, alí temos a somatória de todas as ineficiências e problemas ocorridos nos diversos processos. Não se analisam custos tomando-se somente os custos finais, é necessário descer nos detalhes e avaliar as causas efetivas das variações de custos e identificar as oportunidades para redução inteligente e estratégica de custos.

Oportunamente falarei com mais detalhe sobre variações de custos, são elas os principais mecanismos para o bom controle dos custos.

Se você quiser revisar o sistema de custos de sua empresa fale comigo:  arilopes@folha.com.br   11.6637.9167

getsitecontrol

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...