SIGAM ESTE BLOG

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Comercializadoras de energia ignoram crise e dobram estrutura com queda no preço


Fonte Reuters: 13/06/16 http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN0YZ1TU?pageNumber=3&virtualBrandChannel=0

Nota do Blog: Pois é: somente os esquerdistas pouco inteligentes para achar que a livre iniciativa não deve ser considerada e que ficar tudo na mão do estado. Desculpas estapafúrdias como soberania nacional defendem  o participação do governo. 

Por Luciano Costa
SÃO PAULO (Reuters) - Consultorias especializadas em gestão de energia elétrica e comercializadoras de eletricidade têm passado ao largo da crise que se abateu sobre a economia brasileira, com diversas empresas investindo para dobrar os quadros, ampliar a estrutura ou abrir filiais neste ano.
O movimento é impulsionado por um vigoroso crescimento do mercado livre de eletricidade, no qual os clientes buscam energia mais barata por meio de contratos negociados diretamente com os fornecedores, como usinas geradoras e comercializadoras.
Os preços desses contratos livres estão no menor nível em anos devido à menor demanda da indústria e às boas chuvas, que aumentam a oferta de geração hidrelétrica, enquanto as tarifas cobradas pelas distribuidoras de energia no mercado regulado subiram mais de 50 por cento apenas em 2015.
O mercado livre responde por cerca de 24 por cento do consumo de energia do país e movimentou cerca de 55 bilhões de reais em 2015, estimou a Abraceel, entidade que reúne investidores do setor.
As empresas do segmento estimam que esse mercado possibilita uma economia de cerca de 30 por cento nos custos com energia.
"Essa é uma das poucas, senão a única fonte de redução de custo que as empresas têm neste momento... estamos sentindo uma onda de migração muito grande e estamos capturando um pedaço disso. Nossa carteira de clientes sob serviço de gestão vai praticamente dobrar neste ano", afirmou à Reuters o sócio da comercializadora Compass, Marcelo Parodi.
Segundo a consultoria Dcide, os contratos livres de longo prazo para energia convencional estão 36 por cento mais baratos que em junho de 2015, enquanto contratos de geração renovável têm queda de 23,5 por cento ante o ano passado.

Essas cotações facilitam o trabalho das gestoras e comercializadoras, que têm como uma de suas principais atividades convencer novas empresas de médio e grande porte a comprar energia no mercado livre. 
A comercializadora Comerc, que também dobrou o número de clientes desde o ano passado, agora amplia na mesma proporção o número de funcionários, além de apostar em filiais para atrair mais clientes.
"A quantidade de pessoas que tínhamos praticamente dobrou, de 100 para perto de 180, e devemos chegar no final do ano com 200", afirmou o presidente da companhia, Cristopher Vlavianos.
As empresa abriu escritórios em Bento Gonçalves (RS), Campinas (SP), São José dos Campos (SP) e Manaus (AM).
A capital do Amazonas, inclusive, é vista como uma das novas fronteiras para o mercado, uma vez que a migração para contratos livres na região passou a ser permitida recentemente, após a conexão da cidade ao sistema elétrico interligado do país, e há grande presença local de clientes industriais, instalados na Zona Franca.
A Ecom Energia, que também abriu um escritório na capital do Amazonas, tem ampliado as equipes em sua sede em São Paulo e em uma filial em Florianópolis devido a um crescimento de cerca de 30 por cento a cada trimestre na carteira de consumidores.
"Os preços do mercado livre mais competitivos que os das distribuidoras fazem um grande diferencial para esse boom de migração... a gente acredita que isso deve perdurar pelos próximos dois a três anos, é um mercado cíclico", afirmou o sócio-diretor da empresa, Paulo Toledo.
O grupo Delta Energia, que atua em comercialização e gestão, compartilha o otimismo das outras empresas do segmento.
"O mercado crescendo do jeito que está... está na contramão. Se o país está falando em desemprego, o setor de comercialização é o único que não tem desemprego. Minha área comercial e de serviços praticamente dobrou", disse o diretor Geraldo Mota.
Segundo Toledo, da Ecom, a atual movimentação no mercado livre é puxada principalmente por empresas de médio porte, como centros comerciais, hospitais, hotéis e médias e pequenas indústrias, que podem negociar contratos nesse setor desde que comprem energia de fontes renováveis.
O atual ritmo de adesão desses consumidores já tem puxado para cima os preços da energia renovável, que ainda assim continuam competitivos frente ao mercado regulado.
O prêmio cobrado para contratos renováveis em relação aos contratos convencionais cresceu 160 por cento entre o final de 2015 e junho deste ano, de 15 para 39 reais, afirmou a Dcide.
Segundo estimativa da Abraceel, se todas empresas com porte suficiente para migrar optassem pelos contratos livres, esse mercado poderia chegar a 46 por cento do consumo do Brasil, ante os cerca de 24 por cento atuais.
Com essa perspectiva, as comercializadoras e gestoras têm sugerido ao governo medidas para ampliar da oferta de energia nesse mercado.
Uma alternativa proposta pelas empresas é que distribuidoras possam vender sobras de energia em contratos livres, dado que as concessionárias viram a demanda dos clientes regulados cair dramaticamente em 2015 e neste ano.
Hoje as sobras das distribuidoras são vendidas no mercado spot a preços abaixo do custo, gerando perdas às elétricas.
"Haveria demanda se você possibilitar esse intercâmbio... seria importante, não faz sentido ter uma sobra física de energia sendo liquidada a preços perto de 60 reais. As distribuidoras poderiam estar fazendo contratos de longo prazo por 130 reais (energia convencional), 190 reais (energia renovável)", disse Parodi, da Compass.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

getsitecontrol

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

Palestras Controladoria custos Gestão liderança Consultoria marketing Contabilidade comportamento Controller Livros linkedin ética IFRS comunicação Normas Contábeis Material de Controladoria Palestra RH planejamento planejamento estratégico postura sistemas de custos vagas BSC CPC Crise Palestrante Plano de Negócios auditoria compliance facebook meio ambiente melhores práticas treinamento vendas Bain CRC Consultoria de Gestão ERP Ebook KPI Logística Mapa Estratégico codigo de ética consultor educação empregos estratégia funcionários lider processos proteção animal qualidade ABC Alpha Premium Ativos Fixos Balance Scored Card Bancos Brasil CFC CV CVM Comportamento Organizacional Controladoria de Negócios Controle interno Costs Custo ABC Demonstrativos Financeiros EMPRESAS Editora Saraiva Emprego Estagiários FASB FIFA Futebol Interim management Internet Kaizen Marcas e Produtos Missão Planning Qualitymark Redução de Custos SAP STF TCC Transfer Price Treinamentos Unidades de Negócio ações sociais best in class candidatos carreira contábil consultoria de custos consultoria financeira controle currículo definição de controladoria desempenho eficiência empreendedorismo estoques gerentes gestão estratégica headhunter inventários jovens profissionais lançamento lucro líder líderes motivação nível de serviço orkut presidente produtividade produto práticas contábeis recursos humanos redes sociais sistemas sustentabilidade talentos terceirização twitter valores youtube 11.638/07 11638 4 P´s 5 "S" ACCOUNTING Acurácia Adiantamentos Administração AlphaPremium Amazônia Anvisa Apple Ari Lopes Artigos. Palestras Assédio Moral Avaliação 360 graus Ayres Brito BB BLOCO K Bahia Bain Company Balanced Score Card Balanced Scorecard Banco do Brasil Blog Blog do Professor Ari Blogger Blogs do Ari Boite Bradesco Brazil Bullying Escolar Business CAMBIO CEO CNJ CPC 30 CPC PME Capacidade Ociosa Capex Carnaval Censura Cestos Champy Change Management Ciência/Tecn. Consulting Consultor Financeiro Contabilidade Estratégica. Balanço Patrimonial Estratégico. Contabilidade Internacional Contingências Controladoria estratégica Controle dos estoques Controles Cora Coralina Corrupção Créditos de carbono Custos industriais DL 6976 DRE Dilma Dinossauros E-commerce EBITDA Ebooks Edelman Eficácia Emarketing Empresa de treinamentos Empresas feitas para vencer Estados Unidos Evitando contingências trabalhistas Excel Expedição FECOMERCIO FMCG Finanças Folha de São Paulo Forecast Fretes Gestão de Custos Gestão de pessoas Gestão interina Goobec Google Guru Haiti Hammer Headhunters INSS IPCA ISA ISO 9000 Indicadores de Desempenho Indicadores de produção Informação contábil Informática Injustiça Inovação Instituto Royal Integração Integridade Interino Itaú Jim Collins Jovens Juizes Kaplan Leader Liderados Liderança e Ética Lideres Links patrocianados Livro M&A Manuais de Procedimentos Melhores práticas em vendas Melhores práticas nos estoques Melhoria Contínua Melhoria con tínua Millennials NWC Negociação Norma Contábil Normas e Procedimentos Nutrição OGSAM Orçamento Orçamento doméstico P&L PEC 231/95 PIB PME Palestrante Ari Palestrante Professor Palestras Liderança Palestras Ética Pessoas Peter Drucker Plant Controller Polícia Praça Preço Procedimentos Professor Ari Promoção Propostas de vendas QI RKW ROI Rec. Humanos Recursos Rede Gospel Reestruturação Financeira Relatórios Financeiros Rendimento Representação de vendas Resultados Revista Veja Rui Barbosa SBU SWOT Sales Santander Saúde Saúde Completa Seminário Sergio Cabral Sistemas de Custeio Startups Supremo Tribunal Federal TIR TV a cabo Terceirização. Termos em inglês Teóricos Trabalho Trote Universitári Trânsito UFSCar UN USP Unibanco União Européia Valor Justo Vídeo Wal-Mart Y admissões agência de empregos antiética apostila apostila de controladoria. Controle aquecimento global arquivo PDF arrogância atitude aumentos avaliação de desempenho balanços big brother biotecnologia blog do Ari blogs carne catástrofe cliente clientes comercio virtual competência competências compliance conduct code consultores consumidor consumo convergência convergênia copa 2014 cost accounting cotação crimes crédito custos de serviços código de ética deputados desemprego devastação dinheiro e sexo diretor presidente eleições empresa empresas globais energia ethics evaluation excelência feed back ferramentas de gestão fiscalização fluxo de caixa fontes renováveis formação de líderes fraud geraldo alckmin geração Y gerenciamento gerente gestor gestores gestão de pessoas gestão financeira globalização greenbuilding harmonização high potential importação inclusão indicadores indicaçoes informação integrity investidores juizo juros liminar management manual contábil marketing social mediação medidas corretivas menor infrator mercado de trabalho modelos de gestão moral mpréstimo. comportamento multinacionais mídia negócio próprio normatização obrigações fiscais operações oportunismo organização os 4 p´s padaria padre padrões intenacionais painél de controle palestras custos peopledoors perdas perfis performance pesquisa plano contábil plano de negócio população postagens povo prestação de serviço previdência social produtividade; indicadores de desempenho projetos projeções proteção animal. ratocorp re-engenharia refoma contábil regra contábil rentabilidade responsabilidade responsabilidade civil responsabilidade social reuniões rodeios senadores sistemas integrados sites suporte supremo terremoto unidade de negócio variedades vegetarianismo vegetariano venda