Seja um Seguidor deste Blog

Me adicionem no Linkedin

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Estrutura do DRE e DRE Gerencial

O CPC26 trata da apresentação dos Demonstrativos Financeiros. Segue abaixo o Link do Sumário de CPC


Esta postagem tratará da Estrutura do DRE  e DRE Gerencial



Do CPC destaco:

9. O regime de competência, o respeito à relevância e à materialidade das informações, a não compensação de valores que não possam legal ou contratualmente ser compensados, a adoção consistente dos mesmos critérios ao longo do tempo e o seguimento a todos os demais preceitos estabelecidos na Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro devem sempre estar presentes nas demonstrações que devem ser apresentadas pelo menos anualmente. 

16. Todos os itens de receitas e despesas reconhecidos no período devem ser incluídos no resultado do exercício a menos que um Pronunciamento, uma Interpretação ou uma Orientação o exija de outro modo, como no caso das circunstâncias específicas em que ocorre o ajuste de avaliação patrimonial diretamente no patrimônio líquido.

19. A entidade não deve apresentar rubricas ou itens de receitas ou despesas como itens extraordinários ou não operacionais, quer na demonstração do resultado abrangente, quer na demonstração do resultado do período, quer nas notas explicativas.

O DRE poderá ter as despesas apresentadas agrupando-as pela natureza dos gastos ou pelas funções dos tipos de gastos

Receitas X Outras Receitas X Variação do estoque de produtos acabados e em elaboração X Consumo de matérias-primas e materiais X Despesa com benefícios a empregados X Depreciações e amortizações X Outras despesas X Total da despesa (X) Resultado antes dos tributos X 

101. As despesas devem ser subclassificadas a fim de destacar componentes do desempenho que possam diferir em termos de frequência, potencial de ganho ou de perda e previsibilidade. Essa análise dever ser proporcionada em uma das duas formas descritas a seguir, obedecidas as disposições legais.

Exemplo de agrupamento pela Natureza das Despesas
  • Receita Bruta
  • (-) Deduções e abatimentos
  • (=) Receita Líquida
  • (-) CPV (Custo de produtos vendidos) ou CMV (Custos de mercadorias vendidas)
  • (=) Lucro Bruto
  • (-) Despesas com Vendas
  • (-) Despesas Administrativas
  • (-) Despesas Financeiras
  • (=) Resultado Antes IRPJ CSLL
  • (-) Provisões IRPJ E CSLL
  • (=) Resultado Líquido.
Exemplo de agrupamento pela função da Despesa

  • Receita Bruta
  • (-) Deduções e abatimentos
  • (=) Receita Líquida
  • (-) CPV (Custo de produtos vendidos) ou CMV (Custos de mercadorias vendidas)
  • (=) Lucro Bruto
  • (-) Despesas com Vendas
  • (-) Despesas Administrativas
  • (-) Despesas Financeiras
  • (=) Resultado Antes IRPJ CSLL
  • (-) Provisões IRPJ E CSLL
  • (=) Resultado Líquido.
Abaixo segue uma boa estrutura de um DRE

Fonte: 


Em Inglês o termos adequado para DRE é P&L  ( fala-se Pianéu ), que significa Lucros e Perdas. Como no Brasil costumam reinventar a roda, mudaram o termo Lucros e Perdas para Demonstrativo de Resultados do Exercício, mas esqueceram de avisar o resto do mundo para alterar a nomenclatura. 

Essa é a estrutura contábil do DRE. Abordarei em seguida o DRE gerencial, que é o DRE Contábil mas inclusões e adequações que irão facilitar o gerenciamento de todas as rubricas contidos no DRE


Vejam também:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog