SIGAM ESTE BLOG

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Tópicos de Controladoria / parte 1 - A Contabilidade e a Controladoria. Uma introdução

Tópicos de Controladoria - Parte 1


A Contabilidade e a Controladoria / Uma Introdução



CURSO DE CONTROLADORIA
CLIQUE NO LINK ABAIXO
CURSO


https://br.linkedin.com/in/ariovaldosilva  

 email: arilopes@folha.com.br



Nossas postagens sobre custos - e muitas outras postagens sobre Gestão e Controladoria
http://saudecompleta.blogspot.com/

Nosso site Profissional - Palestras / Treinamentos / Consultoria




GRUPO CONTÁBIL

  • O grupo contábil processa transações para suportar a operação do negocio. 
  • O grupo deve dispor de um conjunto de funcionários bem preparados e capazes de liderar os processos relativos à gestão contábil. 
  • É requerido ao grupo capacidade de interagir com sistemas integrados e estar atualizado com as normas contábeis.

CONTABILIDADE DO PASSADO
Há algumas décadas a contabilidade se prestava basicamente para avaliação dos estoques e para controlar as principais contas contábeis, como por exemplo: Contas a Receber, Caixa, Ativos Fixos, etc.  

FUNÇÃO GERENCIAL
Com o passar do tempo a função contábil incorporou a função gerencial, que implica no suporte para tomada de decisões e no controle e melhoria continua do negócio. 

NOVAS FUNÇÕES
Posteriormente passou a contabilidade a incorporar novas atividades principalmente em empresas  menores, exemplos abaixo::

          • Serviços Computadorizados;
          • Auditoria;
          • Gestão ou participação destacada no uso de ferramentas de otimização de processos e planejamento. Como por exemplo: Custos da Qualidade e Balanced Score Card.

MAQUIAR RESULTADOS
Por ser a contabilidade a área que deve registrar dados que atestem a saúde financeira e econômica da empresa, ela está passiva de receber influência de gerentes e diretores visando influenciar ou maquiar resultados, de forma a mostrar a coisa melhor do que ela realmente ocorre. 

ÉTICA E O COMPORTAMENTO DO PROFISSIONAL CONTÁBIL
Por isso existe forte preocupação em como a ética determina o comportamento dos profissionais de contabilidade, e como o staff da Controladoria vê o seu papel dentro da organização.

ALTERAÇÃO DO PAPEL DA CONTROLADORIA
Anderson e Bragg (2004:3) ressaltam que a multiplicidade das mudanças no ambiente dos negócios tem alterado o papel da função da Controladoria. 

Exemplo disso diz respeito às funções relativas aos serviços computadorizados. ==> Nas grandes empresas essa função não diz respeito à Controladoria. 

O conhecimento e o envolvimento do Controller nos assuntos relativos a sistemas computadorizados é de fundamental importância, tenha ele responsabilidade direta o não sobre tal área.

COMPETITIVIDADE E RENTABILIDADE
Cresce a importância da análise da Controladoria com relação a temas ligados à competitividade e rentabilidade. 
Atividades como análise de preços e de margens por produto, por cliente, por região, etc, ganham importância.

REGISTROS E CONTROLES EFICAZES
Determinação e revisão continua de custos planejados de novos produtos ( target costs ) , relato e análise de custos não relacionados a produtos, controle contábil de operações terceirizadas, gestão contábil financeira de um grande número de contratos são atividades que a contabilidade atual deve assegurar registros e controles eficazes.

SISTEMAS INTEGRADOS - ERPs
O staff contábil precisa agora saber como selecionar, implementar e operar softwares contábeis normalmente inseridos nos ERPs integrados. 
Os sistemas contábeis são as ferramentas que a contabilidade dispõe para registrar e controlar os muitos dados contábeis, mas sistemas são um meio e não o fim. Muitas empresas confundem isso e passam a gerir seus negócios em função dos sistemas integrados. Por outro lado, empresas investem fortunas em sistemas como SAP,  J.Edwards e outros, mas não raro os usam de forma incompleta.

TRANSAÇÕES VIRTUAIS Hoje muitas transações que ocorrem são virtuais e a área contábil deve controlar essas transações e assegurar que as empresas tenham os controles necessários. 
No passado os registros contábeis eram totalmente baseados em papéis, hoje as transações contábeis muitas vezes ocorrem virtualmente.  

Exemplo: Sistema de cobrança bancária e outros sistemas de troca eletrônica de dados ( EDI ) e sistemas que dispensam papel através de documentação digitalizada. Por isso o pessoal da área deve ter preparação compatível com a necessidade dos tempos atuais.

TRANSAÇÕES QUE ENVOLVEM DOIS OU MAIS PAÍSES O mundo dos negócios está mais internacionalizado. As transações que envolvem dois ou mais países ocorrem com grande intensidade. Isso tem trazido maior complexidade para as transações contábeis. 

É importante que a Contabilidade saiba: 


  • como apurar ganhos e perdas com exportações e importações (efeitos cambiais), 
  • trabalhar com cartas de crédito e operações de hedge que são instrumentos concebidos para reduzir o nível de risco com operações que envolvem moeda estrangeira, 
  • assegurar que adiantamentos para importação e cálculos de custos de importação e atribuição de valor contábil aos estoques importados estejam 100% corretos.

ECONOMIA NA BASE "PORCARIA" Algumas empresas reduzem funcionários que devem efetuar controles essenciais e os controles passam a ser mal ou até mesmo não executados. 
Essas empresas passam a reportar certos ganhos na gestão dos processos e escondem perdas enormes por eles estarem mal controlados. 
Tem se verificado muitas perdas em processos que dentre muitos outros itens podem envolver:

  • importações mal controladas, 
  • adiantamentos sem prestação de contas, 
  • custos de armazenagem pagos em excesso.



AUMENTO DA COMPLEXIDADE PARA A ÁREA CONTÁBIL

A existência atual de empresas com múltiplas subsidiárias e o intenso processo de fusões e aquisições trazem para a esfera contábil novas e complexas responsabilidades.


Empresas com múltiplas filiais requerem controles das transações entre empresas (inter-company ), 

Essas empresas também podem proporcionar sinergias importantes no caso de adoção de gestão centralizada de processos. 

GERÊNCIA CENTRALIZADA
Assim, é comum encontrarmos gerencias regionais em empresas com atuação em diversos países. 

A gestão centralizada facilita a padronização dos processos, mas exige um perfil profissional mais qualificado e com melhor poder de comunicação.


RESPONSABILIDADE DA FUNÇÃO CONTÁBIL

São diversas as responsabilidades da função contábil. Importante é se ter em conta que a função contábil deve se atualizar e acompanhar as necessidades de seu tempo. 

Muitas funções importantes hoje no passado não existiam, isso faz com que profissionais não versáteis que não se atualizam fiquem despreparados e passivos de substituição.

Anderson e Bragg (2004:4), separam as responsabilidades da função contábil em três grupos, a saber:

Responsabilidades da Função Contábil

      Responsabilidades Tradicionais:
  • Processamento do Contas a Pagar
  • Processamento do Contas a Receber
  • Processamento das transações que envolvem Ativos
  • Processamento das transações que envolvem Débitos
       Responsabilidades Novas
  • Transações com Permutas de bens ou serviços
  • Coordenação e consolidação da contabilidade das subsidiarias
  • Conversão de moedas
  • Análises de Margens
  • Análise de custos de não-produtos
  • Seleção, implementação, e operação de softwares contábeis e sistemas relacionados
  • Custos-Meta ( Target Costing )

      Novas Responsabilidades em empresas pequenas

  • Instalação e manutenção de sistemas de serviços computadorizados
  • Transações com Hedge e cartas de crédito
  • Auditoria Interna

A função contábil tem incorporado uma série de responsabilidades que faz dela uma parte integrante da organização. 

O GRUPO CONTÁBIL E O CONTROLLER

O grupo contábil frequentemente se vê envolvido com decisões relevantes, e o Controller como líder do grupo contábil frequentemente é chamado a sentar no comitê executivo da empresa para opinar sobre temas como:

  • fluxo de caixa, 
  • aquisições, 
  • preços 
  • e outros tópicos relevantes.

PROCESSOS

Uma importante área na qual o papel da contabilidade vem mudando diz respeito aos processos. 
Quando uma outra área da empresa muda, ela sofre mudança em seu processo, imediatamente a área contábil deve adequar essa alteração no sistema de processamento das transações com o fim de evitar erros. 

Exemplo: Uma área de manufatura passa a utilizar Just in Time ou um departamento produtivo terceiriza uma linha de produção completa. Quando correm mudanças significativas nos processos alguns controles precisam ser modificados, substituídos ou eliminados.

DESAFIO DO GRUPO CONTÁBIL
O desafio do grupo contábil consiste em deixar de ser um grupo introvertido que processa informações em papel ou virtuais para um grupo versátil que trabalhe com as diversas partes da empresa e que esteja disposto a modificar seus sistemas de forma a acomodar as necessidades dos outros departamentos conforme requerido atualmente no moderno ambiente onde os negócios ocorrem.





O Papel do Controller


O Controller é o profissional que gerencia uma serie de atividades chave na empresa, que monitora ativos e entrega demonstrativos financeiros, tudo isso em conformidade com os padrões exigidos nas normais contábeis vigentes e dentro das melhores regras de governança corporativa. Fator chave diz respeito a necessidade de ser o Controller preparado para exercer uma interação ampla com os vários departamentos da empresa.

Por outro lado, o Controller também tem  o papel fundamental de coordenar uma equipe capacitada e preparada para fazer face às modernas atribuições da função contábil e para dar suporte às áreas de negócio e outras áreas operacionais, na gestão da empresa.


Resumidamente, podemos destacar que o papel do Controller tem se expandido de um Contador voltado para atribuições básicas, para um profissional voltado para gerenciamento com habilidades interpessoais que o qualifica a interagir com outros departamentos, bem como gerenciar atividades de um crescente e bem preparado grupo de colaboradores. Desta forma o papel do moderno Controller requer pelo menos muita experiência em gerenciamento e amplo conhecimento contábil.


Impacto da Ética no papel da Contabilidade


O Controller e seu staff desempenham um amplo papel com relação à orientação sobre aspectos éticos na empresa. 

Se o Controller segue continuamente à pressões da direção da empresa para modificar ainda que minimamente as demonstrações financeiras, isso pode levar a mais e mais alterações. 

Outro exemplo pode ocorrer quando as normas relativas aos relatórios de despesas são frequentemente desacatadas, a não intervenção do Controller se configura em um grave problema de ética contábil.


Se o Controller não segue os mais elevados padrões éticos, o resto do grupo contábil não terá um líder para seguir. 

Não é suficiente apenas mencionar que os mais elevados padrões éticos devem seguidos, se tais padrões não estão bem definidos. 
Controller e/ou a Direção da empresa devem criar e cumprir um adequado código de ética.

PONTOS NOS CÓDIGOS DE ÉTICA

O GRUPO CONTÁBIL TEM UM AMPLO PAPEL DE REFORÇAR OS PADRÕES ÉTICOS NA EMPRESA. 
O CONTROLLER DEVE TER O MAIOR INTERESSE EM MONTAR UM CÓDIGO DE ÉTICA QUE O GRUPO CONTÁBIL POSSA ASSUMIR E ASSEGURAR DE FORMA A MANTER APROPRIADOS PADRÕES ÉTICOS.

Baseado em Anderson e Bragg (2004:7)


continuação desta postagem http://blogdoprofessorari.blogspot.com/2009/06/controladoria-parte-2.html



Vejam também:


Controladoria - Seleção de Postagens



Para ser meu contato no Linkedin o email é  arilopes@folha.com.br



Ariovaldo Lopes da Silva – Mestre em Ciências Contábeis, Economista, Professor universitário por 20 anos e executivo de empresas por 40 anos, sendo último cargos ocupados com carteira assinada de Controller para America Latina na Henkel e Diretor Financeiro na Mauser. Atualmente é Palestrante, Consultor e Empresário. Possui mais de 200 artigos sobre Controladoria, Finanças e Gestão de Empresas.  arilopes@folha.com.br

Um comentário:

  1. Professor, venha compartilhar seus conhecimentos e materiais com demais alunos no tutorium.com.br! ;)

    ResponderExcluir