terça-feira, 29 de maio de 2018

Como Analisar Relatórios Financeiros

Muitas empresas efetivamente analisam precariamente Relatórios Financeiros ou até mesmo não analisam.

Neste breve artigo abordarei algumas importante análises que se podem e devem ser feitas sobre Relatórios Financeiros.

Saber Como Analisar Relatórios Financeiros é conhecimento essencial para Analistas, Coordenadores e Gerentes de áreas financeiras,

 TIPOS DE ANÁLISES DE RELATÓRIOS FINANCEIRAS

1- Evolução ao longo dos mês, trimestres e anos.

Conhecer a evolução de uma determinada despesa, custo ou qualquer tipo de gasto é essencial.
Essa é uma análise simples que pode mostrar muito.

jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17

Salários 14,6 12,2 11,7 11,8 12,0 12,1 14,3

Cada tipo de gasto requer que conheçamos detalhes que podem ou não justificar variações.
Se analisamos salários é importante saber se houveram horas extras, ou outras ocorrências que justifiquem variações.

Esse tipo de análise é linear é pode muito bem ser colocado em um gráfico simples de Barra


Esse é um gráfico bem simples, mas para frente menciono um gráfico mais complexo no formato de Bridge.


A combinação de coisas simples e complexas formam uma boa receita para se fazer boas análises.

Mostrar evoluções de gastos agrupando por trimestres por exemplo também esta compreendida nessa análise, e quando fazemos isso algumas sazonalidades saltam `a vista.


Um agrupamento simples por trimestre pode dar importantes dicas sobre a evolução dos gastos. A comparação com períodos anteriores também pode ser útil.

2- Análise do mês e do período acumulado. Em Inglês "Month" e "YTD"

É algo tradicional nas melhores empresas apresentar e analisar cifras apuradas no mês e período acumulado.

Os dados normalmente são apresentados comparativamente em relação ao ano anterior e ao valor planejado para o ano.

Colunas com variações sobre ano anterior e sobre Plano devem ser mencionadas em valores ou porcentagens ou ambas.


Costumo apresentar graficamente algumas linhas principais do relatórios financeiros e os gráficos de Bridge são excelentes. Vejam um modelo e um passo a passo sobre como fazer.


Vejam este link

  <   clique no Link
Mas entender o real motivo das variações é o mais importante e apenas apresentar bons relatórios sem estarem acompanhados de boas análises é insuficiente.

3- variações de preço e volumes

Se você conseguir saber os volumes que estão associados aos valores, poderá demonstrar as variações em variações de preços e variações de volume. Essa é uma análise essencial.

Vejam essa postagem:


4-Entendo efeitos inflacionários

Efeitos inflacionários da economia como um todo ou do setor em que a empresa estiver inserido deve ser conhecido e comparado com a Inflação Interna da Empresa.

Num regime de competição normal de mercado fica difícil às empresas que possuem itens crescendo acima da inflação do setor repassarem seus custos aos preços.

Ao analista conhecer muito bem esse indicadores é essencial

Vejam essa postagem 


5- Entendo Efeitos Cambiais

Efeitos cambiais apesar de serem cálculos fácil não é analisado e compreendido em muitas empresas.

O cálculo do efeito cambial é simples

Exemplo:


Valor Pago em Abril de 2017 - 1000

Taxa do dolar 3

valor em Dólar 333

Valor pago em Abril de 2018 - 1200

Taxa dólar 3,50

Efeito cambial :

Valor pago em 2018 ao dolar de Abril de 2017

1200 ao dólar de 3 = 400

Valor pago em 2018 ao dólar de Abril de 2018

1200 ao dólar de 3,50  = 343 

Efeito cambial - ( 400 - 343 ) - 57 dólares ou 16,6%.


6 - Relatórios Sumarizados

Algumas análises podem ficar extensas cabendo ao Analista Financeira apresentar análises de formas sumarizadas  e adequadas ao nível do usuários.

Algumas grandes empresas produzem uma especie de Carta Mensal resumindo os números obtidos e análises principais destacadas.

Relatórios com poucas páginas bem construídos  podem ter grande capacidade de demonstração e justificativa dos resultados.  Esses relatórios ao abordar um DRE por exemplos costumam mostrar resultados em um máximo de 4 ou 5 linhas que podem ser por exemplos:

Receitas Líquidas
_ Custos
= Lucro Bruto
-Despesas
= Lucro Líquido antes IR
Gráficos de Bridge, Análise de Volumes e Preços, Efeitos Inflacionários e Cambiais podem ser destacados caso sejam relevantes e ajudem a explicar os resultados.

7- Prazos 

De nada adianta ter um belo pacote de informes e análises financeiras divulgados com grande atraso. Muitas vezes é melhor até abrir mão de algumas análises mais aprofundadas e divulgar os informes num prazo curto, propiciando assim melhor qualidade e rapidez nas decisões propiciadas pelas informações contidas nos relatórios financeiros, cumprindo assim o objetivo maior deles que O SUPORTE PARA TOMADA DE DECISÕES E GESTÃO EFICAZ DA EMPRESA


VEJAM VÍDEO SOBRE O eBook PAPO DE CONTROLLER  


Nenhum comentário:

Postar um comentário