domingo, 6 de abril de 2014

Supply Chain - Gestão de estoques. O barato sai caro!

Durante mais de 30 anos venho controlando, contabilizando e infelizmente reconhecendo perdas imensas devido à má gestão dos estoques.
Hoje como as empresas se baseiam muito em KPI´s ( indicadores de performance ),  e com relação aos estoques não é diferente, e indicadores como giro dos estoques em dias e valor absoluto são rotineiramente monitorados.
Além disso a boa gestão requer que se estabeleçam metas de médio e longo prazos e a melhoria desses índices é frequentemente planejada.
No entanto, qualquer melhoria só será alcançada de forma sustentável, caso haja efetivamente um plano de ações que assegure melhoria contínua em todas as fases que o controle dos inventários requer.
Em primeiro lugar é necessário um bom sistema integrado ( ERP) com um MRP muito bem parametrizado. Desta forma as compras e outras movimentações nos estoques serão automatizadas e ocorrerão de forma transparente e eficiente. Especial cuidado deve-se tomar com estoques de segurança, quanto mais elevados melhor para quem quer ter a segurança para produzir, mas muito pior para os indicadores. Por outro lado ter estoques baixos é ótimo para os KPI´s, mas um risco para o nível de serviço. Assim, o desafio é buscar o menor estoque de segurança possível sem por em risco o atendimento ao cliente.
Em várias empresas por onde passei identifiquei muitas perdas com a gestão dos estoques, varias dessas perdas são muito pouco abordadas nos livros e artigos sobre o assunto mas expressam a realidade do mercado.  Abaixo seguem exemplos reais:
1-     Comprar volumes enormes para reduzir o preço unitário. Muito comum em rótulos e materiais de pequeno valor que não trarão grande impacto nos indicadores, mas que chegam a levar anos para serem consumidos e trazem grande complexidade para controlar.
2-     Grandes perdas por lançamento de produto que não decolam, marketing entra no processo com grande expectativa e depois abandona o projeto.
3-      Materiais recebidos em devolução, que ficam mofando dentro da fábrica quando poderiam ser reprocessados, ou descartados de forma rápida.
4-      Materiais com validade vencida ou próximo do vencimento, devido à má gestão dos estoques, ou por problema de má comunicação entre a área de logística / planejamento e a área de vendas. No caso deveriam colocar antes os itens em vendas promocionais.
5-      Grandes perdas por mudança de matéria prima ou embalagem sem esgotar os estoques existentes.
6-      Em empresas metalúrgicas grandes perdas por usar material de maior bitola quando a bitola menor está esgotada.
7-      Produtos com má qualidade recebidos e não contestados no ato do recebimento.
8-      Grandes diferenças de estoques devido a mau controle de inventário.
9-      Perdas com materiais enviados a terceiros e não controlados de forma a assegurar o retorno e produtividade adequados.
10-   Produtos estragados e inservíveis mantidos em estoque para não reconhecer perda eminente.
11-   Produtos desviados, roubados ou qualquer outro tipo de fraude que afete os estoques.
12- Diretores e proprietários das empresas sendo os primeiros a contribuir com a desorganização e baixa acurácia dos estoques. Pois entendem que podem atropelar os processos em detrimento do atendimentos rápido das necessidades surgidas.

Costumo dizer que um bom MRP, não basta. Lógico que isso é indispensável, mas uma boa gestão de estoques vai muito além disso.
Então destaco abaixo uma pequena lista com alguns sugestões para a boa gestão dos inventários:
SUGESTÕES PARA A BOA GESTÃO DO INVENTÁRIO:
- Um bom MRP muito bem operado.

- Os cadastro e dados mestres devem ser bem controlados, registros e alterações devem ser documentadas, permitindo rastreabilidade sempre que necessário.
- Um sistema de inventário rotativo, com ajustes rápidos e análises da causa raiz e ações corretivas para o caso de divergências importantes.
- Calcular os inventários em dias para todos os itens de estoques, depois colocar em ordem de dias de estoques, do maior para o menor, e tomar ações corretivas.
- Manter separado e identificado, itens em quarentena ou a serem descartados. Definir por norma prazos e responsabilidades .
- Cobrar de vendas, marketing eficiência no lançamento de novos produtos e cobrar das áreas de logística, engenharia ou produção eficiência na utilização de insumos que estão sendo substituídos ou descontinuados.
- Manter grupos de trabalho para avaliar oportunidades como JIT, consignação, células de trabalho e outras medidas para otimização dos estoques.
- Recorrer a profissionais experientes, consultorias e acessar melhores ferramentas de gestão.

- Ter um bom sistema de inventário rotativo. Foi-se o tempo em que se fazia um inventário anual ou semestral que corrigia e ajustava muitas inconsistências. Os estoques precisam estar corretos todos os dias e um sistema eficiente de inventários rotativos ajuda a garantir eficiência dos estoques todos e garantia eficiência na operação do negocio. 

- Ter claro que comprar altos volumes não é alternativa para reduzir custos.

- Manter um sistema de apontamento de alto nível. É muito comum problemas nos apontamentos e registros que destroem e tiram a confiabilidade do sistema. 

- Acompanhar os níveis de inventários, analisando o estoques em dias não somente por grupos ou para o todo o estoque. Calcule os estoques em dias para cada item de estoque. Não se supreenda se identificar estoques de alguns produtos suficientes para o consumo de vários anos e até séculos.

- Cobre responsabilidade, estabeleça metas, não mantenha no grupo pessoas medíocres.
Manter um sistema integrado bem implementado com boa utilização das funcionalidades do sistema.
- Manter um ótimo cadastro dos itens de estoques com os campos muito bem preenchidos e conferidos.
- Não admitir dois ou mais códigos para o mesmo produto, evitando assim uma grande fonte de divergências.

  - Consulte uma consultoria competente e peça um diagnostico.

- Não espere a coisa descambar para buscar melhorias. Por melhor que estejam os estoques sempre há o que melhorar.
Muitas outras coisas podem ocorrer para piorar ou para melhorar os indicadores de inventários. Essa é uma área sensível que requer muito controle, um bom sistema integrado, bons profissionais e conhecimento para ser bem gerida. Nessa área o barato sai caro, cuidado uma economia de 1000 reais em salário pode significar muitos milhares em prejuízo.
Abaixo destaco alguns links sobre gestão de inventários:
Contatos comigo pelo Email arilopes@folha.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

Controladoria Palestras custos liderança Consultoria Gestão Controller Contabilidade ética comportamento marketing Livros linkedin IFRS comunicação BSC Material de Controladoria Normas Contábeis Palestra RH compliance planejamento planejamento estratégico postura vagas CPC Crise Palestrante Plano de Negócios auditoria consultor empregos facebook meio ambiente melhores práticas sistemas de custos treinamento BLOCO K Bain Brazil Consultoria de Gestão ERP Ebook Gestão de Custos KPI Logística Mapa Estratégico PME TCC codigo de ética educação estratégia funcionários lider processos produtividade proteção animal qualidade vendas ABC Alpha Premium Balance Scored Card Bancos Blog Brasil CFC CRC CV CVM Comportamento Organizacional Consulting Controladoria de Negócios Controle interno Costs Custo ABC DRE Demonstrativos Financeiros EBITDA EMPRESAS EVA Editora Saraiva Emprego Estagiários FASB FIFA Futebol Indicadores de Desempenho Integridade Interim management Internet Kaizen Marcas e Produtos Missão P&L Planning Qualitymark Redução de Custos SAP STF Transfer Price Treinamentos Unidades de Negócio apostila de controladoria. Controle ações sociais best in class candidatos carreira contábil consultoria financeira controle currículo definição de controladoria desempenho eficiência empreendedorismo estoques evaluation gerentes headhunter jovens profissionais lançamento lucro líder líderes motivação nível de serviço orkut presidente produto práticas contábeis recursos humanos redes sociais sistemas sustentabilidade talentos terceirização twitter valores youtube 11.638/07 11638 4 P´s 5 "S" ACCOUNTING Acurácia Adiantamentos Administração AlphaPremium Amazônia Anvisa Apple Ari Lopes Artigos. Palestras Assédio Moral Ativos Fixos Avaliação 360 graus Ayres Brito BB Bahia Bain Company Balanced Score Card Balanced Scorecard Banco do Brasil Blog do Professor Ari Blogger Blogs do Ari Boite Bradesco Bullying Escolar Business CAMBIO CEO CNJ CPC 30 CPC PME Capacidade Ociosa Capex Carnaval Censura Cestos Champy Change Management Ciência/Tecn. Consultor Financeiro Contabilidade Estratégica. Balanço Patrimonial Estratégico. Contabilidade Internacional Contingências Controladoria estratégica Controle dos estoques Cora Coralina Créditos de carbono Custos industriais DL 6976 Dilma Dinossauros E-commerce Ebooks Edelman Eficácia Emarketing Empresa de treinamentos Empresas feitas para vencer Estados Unidos Evitando contingências trabalhistas Excel Expedição FECOMERCIO FMCG Finanças Folha de São Paulo Forecast Fretes Gestão de pessoas Gestão interina Goobec Google Guru Haiti Hammer Headhunters INSS IPCA ISA ISO 9000 Indicadores de produção Informação contábil Informática Injustiça Inovação Instituto Royal Integração Interino Itaú Jim Collins Jovens Juizes Kaplan Leader Liderados Liderança e Ética Lideres Links patrocianados Livro M&A Manuais de Procedimentos Melhores práticas em vendas Melhores práticas nos estoques Melhoria Contínua Melhoria con tínua Millennials NWC Negociação Norma Contábil Normas e Procedimentos Nutrição OGSAM Orçamento Orçamento doméstico PEC 231/95 PIB Palestrante Ari Palestrante Professor Palestras Liderança Palestras Ética Pessoas Peter Drucker Plant Controller Polícia Praça Preço Procedimentos Professor Ari Promoção Propostas de vendas QI RKW ROI Rec. Humanos Recursos Rede Gospel Reestruturação Financeira Relatórios Financeiros Rendimento Representação de vendas Resultados Revista Veja Rui Barbosa SBU SWOT Sales Santander Saúde Saúde Completa Seminário Sergio Cabral Sistemas de Custeio Startups Supremo Tribunal Federal TIR TV a cabo Terceirização. Termos em inglês Teóricos Trabalho Trote Universitári Trânsito UFSCar UN USP Unibanco União Européia Valor Justo Vídeo Wal-Mart Y admissões agência de empregos antiética apostila aquecimento global arquivo PDF arrogância atitude aumentos avaliação de desempenho balanços big brother biotecnologia blog do Ari blogs carne catástrofe cliente clientes comercio virtual competência competências compliance conduct code consultores consultoria de custos consumidor consumo convergência convergênia copa 2014 cost accounting crimes crédito custos de serviços código de ética deputados desemprego devastação dinheiro e sexo eleições empresa empresas globais energia ethics excelência feed back ferramentas de gestão fiscalização fluxo de caixa fontes renováveis formação de líderes fraud geraldo alckmin geração Y gerenciamento gerente gestor gestores gestão de pessoas gestão estratégica gestão financeira globalização greenbuilding harmonização high potential importação inclusão indicadores indicaçoes informação integrity inventários investidores juizo juros liminar management manual contábil marketing social mediação medidas corretivas menor infrator mercado de trabalho modelos de gestão moral mpréstimo. comportamento multinacionais mídia negócio próprio normatização operações oportunismo organização os 4 p´s padaria padre padrões intenacionais painél de controle palestras custos peopledoors perdas perfis performance pesquisa plano de negócio população postagens povo previdência social produtividade; indicadores de desempenho projetos projeções proteção animal. ratocorp re-engenharia refoma contábil regra contábil rentabilidade responsabilidade responsabilidade civil responsabilidade social reuniões rodeios senadores sistemas integrados sites suporte supremo terremoto unidade de negócio variedades vegetarianismo vegetariano venda