SIGAM ESTE BLOG

sábado, 8 de abril de 2017

Cálculo das Taxas Hora nos sistemas de Custos


Tenho visto muitas empresas efetuarem erros grosseiros nos cálculos das taxas hora de Custos que apropriam a seus produtos.

Infelizmente pessoas que pouco ou nada entendem sobre o assunto acabam influenciando e prejudicando os sistemas.

Vou dar dois exemplos de erros grosseiros no cálculo das taxas hora e depois vou comentar qual é a forma tecnicamente correta para cálculo dos custos hora.

Em primeiro lugar quero destacar que não importa qual o ERP que sua empresa utiliza. Não é o ERP que determina a forma de apuração dos custos hora a serem calculados para cálculo das taxas hora.

Taxa de Mão de Obra Direta.

É necessário muito cuidado no Cálculo das Taxas Hora nos sistemas de Custos pois o cálculo errado pode estragar o seu cálculo de custos.

Essa taxa é resultante do valor gasto total com a Mão de Obra Direta dividido pelo montante de Horas Apropriadas às Ordens de Fabricação.

Importante que o valor total seja absorvida através da taxa de Mão de Obra.

Numa das empresas empresas que conheço o valor hora é definido pelo RH, ou seja aplica-se como custo de Mão de Obra Direta o valor hora que o funcionário recebe da empresa. Esse é um procedimento errado. Quem deve calcular a taxa hora é o Departamento de Custos e a taxa hora será resultante do Custo Total com Mão de Obra, dividido pelas horas totais apontadas nas Ordens de Produção.

O custo hora sempre será maior do que o custo hora que é pago ao funcionário. Isso porque as horas desperdiçadas e não trabalhadas por quaisquer motivos impactarão no cálculo do Custo Hora.

Por exemplo:

Custo Total Gasto com Mão de Obra Direta : 100.000
Número de Horas Disponíveis e pagas aos funcionários : 2000 horas
Horas Efetivamente apontadas em Ordens : 1000 horas

O Custo Hora da Mão de Obra será de 100,00 ( 100.000 dividido por 1000 horas ).

Assim o custo nominal pago do funcionário é de 50 por hora, Mas como somente foi trabalhado 50% das horas disponíveis o custo efetivo de cada hora trabalhada será de 100.

Em custos as horas desperdiçadas sobrecarregam as horas trabalhadas.

No caso a empresa esta tendo uma baixa produtividade no aproveitamento da mão de obra direta e isso está fazendo o custo da taxa ser o dobro da taxa nominal.

Se a empresa quer reduzir os custo hora da mão de obra ela tem duas alternativas:

1- Reduzir a quantidade de pessoas caso haja ociosidade.
2- Aumentar o número de horas apontadas

Importante lembrar que em muitas empresas muitas horas produtivas não são apontadas. Já em outras funcionários produtivos ficam parados por falta de serviço. Mas para otimizar o custo da Mão de Obra Direta Unitário deve-se focar no aumento da produtividade.

Outras Taxas

Outras taxas a serem apuradas e apropriadas aos produtos devem seguir essa mesma lógica.
Deve-se apropriar 100% dos custos apurados e sempre o total apurado deve refletir o total dos custos de fabricação.

A quantidade de taxas variam muito de empresa para empresa mas é comum encontrarmos sistemas simplistas onde deveriam aplicar 3, 4 ou mais taxas e acabam aplicando uma única.

Taxas Pré Determinadas

Em algumas empresas é recomendável a aplicação de taxas pré determinadas. Para isso será necessário um previsão dos custos e quantidades de horas apontadas. Após o final do mês a taxa real é calculada e as variações são apropriadas levando ao resultado baseado no custo real. O sistema SAP e outros sistemas fazem esse tipo de apropriação inicialmente com base em dados estimados e depois ajusta pelo real.

Utilização de funcionários produtivos em outros trabalho.

Quando ocorrer o envolvimento do funcionário da produção em trabalhos de manutenção, pintura, logística, etc., caso o número seja representativo deve-se fazer um crédito no departamento produtivo e debitar a área que recebeu o serviço. Isso pode ser feito via lançamento manual ou se for frequente pode ser automatizado de alguma forma. Pode-se também criar uma ordem de serviço e apropriar horas para a atividade não produtiva. A Ordem de Serviço poderá ser usada para o cálculo da transferência do custo para outro departamento.

Exceção em que pode-se usar taxa menor do que a calculada.

Somente em situações anormais como por exemplo: greves, enchentes, etc pode-se descontar do cálculo das taxas hora horas não trabalhada. Existe um CPC que disciplina isso.

Duvidas falem comigo arilopes@folha.com.br

#Taxas Hora  #Custos




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...