SIGAM ESTE BLOG

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Como tratar os custos da ociosidade

Vivo respondendo essa pergunta.

Como considerar os custos da ociosidade.

Aliás estamos vivendo um período de crise aprofundada e a ociosidade está alcançando níveis enormes.

Então está correto alocar parcela significativa da ociosidade no custo dos produtos industrializados?

Vejam que a alocação dos custos da ociosidade não é uma questão de opinião, mas sim uma questão de norma contábil

Tanto a nível internacional, as normas Fasb e IFRS preveem tratamento diferenciado para custos da ociosidade. Da mesma forma as normas brasileiras igualmente preveem a não alocação dos custos da ociosidade aos produtos industrializados.

No Brasil a ociosidade nos processos produtivos é regulada de CPC-16. Vejamos o que diz o CPC-16:

"  A alocação de custos indiretos fixos às unidades produzidas deve ser baseada no volume normal de produção, que é aquele que se espera atingir, em média, ao longo de vários períodos ou de períodos sazonais, em circunstâncias normais, levando-se em consideração a não-utilização da capacidade total, resultante da manutenção planejada, de férias coletivas planejadas, etc. Os custos fixos relativos à capacidade não-utilizada em função de volume de produção inferior ao normal devem ser registrados como despesas no período em que são incorridos, não podendo ser alocados aos estoques."

A recomendação é que as empresas consultem suas empresas de auditoria para que a devida prática contábil seja observada.

Muitas vezes o que dizem ser ociosidade na realidade é uma variação normal nos voilumes, devendo portanto serem todos os custos debitados aos produtos produzidos.

Por outro lado, as empresas devem atuar para que seus custos fixos sejam minimizados em períodos de baixa utilização, visto que os resultados serão onerados pela ociosidade de qualquer forma. Lógico que se forem os custos debitados aos produtos eles poderão gerar menor custo do produto vendido e maior estoque. Mas essa é uma decisão técnica, e não deve ser tomada visando pagar o menor imposto possível.

Fonte: CPC16 

#custos
#capacidadeociosa
#costs
#idlecapacity



Ajudem-nos a manter nossos trabalhos de divulgação e apoio sobre as 
melhores práticas em Controladoria


              Adquira o EBOOK            
 PAPO DE CONTROLLER
200 páginas de material riquíssimo 
        Clique  na  figura  abaixo:       





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...