SIGAM ESTE BLOG

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Questões Éticas envolvendo o CONTROLLER

Uma área de Controladoria deve ser uma das principais responsáveis pela observância de elevados padrões éticos além de ser a área da empresa mais envolvida com o código de ética.

Por isso não é admissível que o Controller seja um profissional fraco e sujeito a pressões das mais variadas ordens.

Mas infelizmente vemos profissionais da área fortemente sensíveis a pressões das mais variadas naturezas pois é muito comum executivos da cúpula da empresa e até donos e sócios exercendo e influenciando na área e prejudicando o exercício de boas práticas contábeis.

Para alguns profissionais é uma questão de opção. Eu particularmente sempre optei por ser fiel ao princípios que como Controller sempre tive seguir.

PRESSÃO PARA MUDAR RESULTADOS

Essa é uma das principais pressões que o Controller acaba recebendo. Observei em uma multinacional europeia onde os resultados eram fechados previamente, e o presidente sentava ao lado do Controller e questionava cada linha do resultado e um a um os números eram alterados até que se chegasse no resultado desejado.  No caso, apesar das rígidas normas contábeis, auditoria com empresa de primeira linha e outros controles, ainda sobravam alguns recursos para se alterarem os resultados. Apenas citando uma das fórmulas para se alterar resultados, basta alterar a avaliação de potenciais contingências através de mudanças nos valores a provisionar ou alteração da probabilidade de perda de provável para possível.

ATROPELANDO OS PROCEDIMENTOS

Já presenciei muitos casos de controles serem desrespeitados sem nenhuma ação por parte do Controller. Isso para não contrariar diretores e outras pessoas da empresa considerados poderosos ou com aval de poderosos.
Muitas vezes tais fatos geram estoques em demasia, descumprem exigências fiscais, causam questões envolvendo crédito, provocam a geração de verbas de marketing questionáveis e retardam o envio e registro de comprovantes. São muitas as possibilidades, mas o que fica notório e o fato de serem nessas empresas as áreas de Controladorias fracas onde os profissionais envolvidos estão muito mais preocupados em ficarem bem perante à certas pessoas do que em priorizar o atendimento de altos padrões de ética e qualidade contábil.


EU SOU O PRESIDENTE E EU DECIDI E ESTÁ DECIDIDO

Certa ocasião ao alertar  numa reunião sobre algumas decisões que não estavam de acordo com as normas contábeis, escutei a frase acima que foi acompanhada com um soco na mesa. Sem comentários. Infelizmente esse tipo de profissional ainda é encontrado em muitas empresas. Mas felizmente as normas de compliance estão cada vez mais fortes e o espaço para esse tipo de gente atuar está sendo restringido.


CONCLUSÃO

Se você é um profissional de Controladoria é possível que em algum momento tenha dois caminhos a escolher. Um mais difícil que o da ética, da boa prática contábil e de uma controladoria forte, ou o outro que é o caminho mais fácil que poderá até ser favorável em termos profissionais, a você caberá a escolha. Pelo bem da classe contábil e da controladoria espero que a sua escolha seja a primeira opção, e se for eu te dou as boas vindas a um seleto grupo dos profissionais que fazem a diferença. Seja bem vindo!


Conheçam o novo Blog do Professor Ari.
Links a seguir com dezenas de artigos


Indicadores de Desempenho – Poucos indicadores podem mostrar muito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...