SIGAM ESTE BLOG

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Gestão de Custos com Logística - Controle de custos com movimentação, armazenagem e fretes.



              Adquira o EBOOK            
 PAPO DE CONTROLLER
200 páginas de material riquíssimo 
        Clique  na  figura  abaixo:       
A literatura contábil, sobretudo os livros pouco abordam sobre custos com Logística.

No entanto, tais custos podem assumir 10% ou mais em relação às receitas líquidas.
Falarei um pouco, extritamente baseado na prática em como efetuar a gestão dos custos con logística.

Em primeiro lugar, é importante separar os custos em duas grandes categorias. A primeira diz respeito aos custos com armazenagem e movimentação, e a segunda diz respeito aos custos relativos aos fretes.

Tanto os custos com armazenagem e movimentação como os custos com fretes devem ser identificados e analisados como porcentagem da venda líquida e como custos por tonelada vendida, ou ainda com base em outros KPI´s relevantes.
Esses indicadores são muito  importantes, pois as empresas que tradicionalmente possuam, por exemplo, custos com logística por volta de 5% das vendas, poderão desenvolver estratégias para que esse custos se reduzam para 4,5% ou menos, buscando assím melhoria continua nesse componente de custos. Logicamente sem afetar o nível de serviço. Vale lembrar que o que não falta são cortes de custos mal feitos onde se ganha de um lado, mas muito se perde em nível de serviço de outro.
Mas existem muitas detalhes e particularidades com relações à gestão desses custos, vamos abordar algumas delas que consideramos mais relevantes.

Custos com movimentação e armazenagem

Esses custos são controlados por centro de custos e conta contábil, mas uma ótima alternativa é controlar por atividades mais revelantes e para isso, o custo ABC é uma ótima ferramenta.
A nível de conta e centro de custos, os custos de armazenagem e movimentação devem ser controlados comparando-se diferentes períodos, atual ( mês, acumulado, trimestre, etc ) comparado com dados orçados dos mesmos períodos, assim como dados de anos anteriores.

Um importante aspecto dos custos com armazenagem diz respeito a terceirizar ou não a armazenagem. Armazens externas são caras e para uma empresa migrar de uma armazenagem interna para externa deve estudar muito bem os números envolvidos. Conheço empresa que fez terceirização mal feita que implicou em significativo aumento de custos. Por outro lado, existe a grande vantagem quando se terceiriza com um fornecedor competente e que lhe entrega ótimo nível de serviço e custos razoáveis.

Custos com fretes

Esses custos estão entre os custos mais relevantes, em alguns tipos de produtos chegam a representar 10, 15% ou mais. Esses custos são muito passivos de mal controle, de erros e até fráudes.

Os custos com fretes ao serem apresentados para a empresa devem passar por forte conferência. Empresas que pagam fretes sem conferir com tabelas de preços e conferindo se estão de acordo com as cargas enviadas podem ter grandes prejuízos. Há alguns anos implementamos um sistema de controle de fretes, o sistema teve que ser desenvolvido, pois não havia no mercado o que queríamos. Após a implementação, foram tantas as incorreções identificadas nos conehcimentos de fretes apresentados, gerando grandes reduções de valores cobrados que o sistema se pagou em péríodo de poucos meses.

Outro aspecto importante com relação aos fretes diz respeito à apropriação contábil. Os fretes assim como outros custos devem ser contabilizados observando-se o período de competência. Isso significa que todos os fretes relativos a faturamentos efetuados devem ser reconhecidos juntamente com as receitas, e quando não forem recebidas as notas, devem ser efetuadas provisões.

Outros aspectos como seguros dos fretes, otimização das cargas, fretes não negociados CIF e não cobrados dos clientes são importantes pontos a serem avaliados.


A gestão da área de armazenagem e logística requer profissionalismo e qualidade. Sabemos de empresas de porte onde empresas transportadoras são desrespeitadas, sendo que em alguns casos chegam a ficar muitas horas esperando para descarregar, e quando são atendidas não raro se deparam com atendentes rudes e grosseiros.

A gestão da área de fretes em cada ramo de negócio tem suas particularidades e por isso necessitam de gestores experientes, de sistemas de controle bem desenhados e operação eficiente.

Prestadores de serviço precisam ser avaliados, consultados. Pesquisas de satisfação de fornecedores e clientes precisam ser efetuados periodicamente. Contratos junto aos fornecedores precisam ser revistos de tempos em tempos. É estranho encontrar empresas onde fornecedores cativos prestam serviços por longos períodos e não são feitas novas cotações nem revisadas as condições contratuais.

Auditorias e avaliação contínua de indicadores são necessários. Projetos visando melhoria contínua e busca pelas melhores práticas devem ser buscados.

Aqui citei apenas alguns pontos de forma resumida, muitas outras coisas poderiam ser mencionadas. Mas deve ficar claro que gestão de custos de movimentação, armazenagens e fretes é uma matéria complexa que requer profissionalismo, competência e boa operação.

     SENSACIONAL   -      IMPERDÍVEL 
100 Lições sobre REDUÇÃO DE CUSTOS
                Para os melhores Profissionais 













Ajudem-nos a manter nossos trabalhos de divulgação e apoio sobre as 
melhores práticas em Controladoria


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...