SIGAM ESTE BLOG

sábado, 23 de março de 2013

Headhunters - Como separar o joio do trigo?

Logo de início quero comentar que conheci deversos excelentes headhunters. Mas na minha avaliação de mais de 30 anos convivendo com headhunters posso afirmar que é frequente termos problemas com eles.

Boa parte dos headhunters não dão feed back e adotam práticas pouco respeitosas para com seus pesquisados.

Já troquei algumas vezes de emprego através deles e tive a sorte de cruzar com excelentes profissionais da área, mas também sofri um pouco na mão de outros tantos.

Sem contar com certas empresas que chegam a dominar o mercado, mas que possuem práticas inadequadas.

Certa ocasião fui contato por uma afamada empresa que me fez uma série de perguntas por telefone, disse que eu havia sido indicado e comentou que tinham uma posição em aberto. A empresa tinha pressa e pressionaram para marcar uma entrevista dali a alguns dias, no que eu me prontifiquei a atender.

Confirmei a data e horário da entrevista. Me lembro que pedi o primeiro horário, pois pretendia perder o menor tempo possível, visto que iria para o trabalho em seguida. Como é comum, me preparei no dia anterior. Reservei um bom terno, engraxei os sapatos, levantei bem cedo, me arrumei e sai com boa antecedência de casa, pois o trânsito em São Paulo assim o requer.

Quando eu estava quase chegando, meu telefone toca e a headhunter pergunta se eu estava a caminho. Eu respondí que estava quase chegando. A headhunter falou: " Me desculpe mas surgiu um contra tempo e eu vou precisar marcar a entrevista para outro dia e entrarei em contato para remarcar. Sem muito o que fazer eu falei que aguardaria o contato.

Estou aguardando até hoje o contato da headhunter, o que já faz quase uma década.

Vemos também diversas empresas, algumas bem famosas e até líderes de mercado que possuem práticas voltadas a faturar o máximo,  mas que raramente agregam valor para os candidatos. Uma vez fiz a bobagem de cadastrar um currículo num site pago, numa dessas empresas que tem um milhões de vagas disponíveis. Ocorre que a maioria dos conhecidos que que se candidam para essas vagas nunca são chamados. O que faz com que dê para desconfiar se as vagas realmente existem.

Outra empresa, líder do mercado de vagas para área financeira, é famosa por nunca responder aos CV´s enviados. Um conhecido meu excelente profissional, com ótima formação e inglês fluente, comentou que se candidatou inúmeras vezes às vagas dessa empresa mas nunca foi chamado. No meu caso eu fui uma vez contatado pela empresa e compareci lá para uma entrevista. Fui entrevistado por uma moça bem jovem, que não sabia nem o que perguntar e que depois de 5 minutos comentou que eu era a pessoa certa para a vaga que estavam buscando.

Ocorre que as empresas que contratam prestam pouca atenção em como o headhunter atua e se comporta com os candidatos, e acabam colocando na liderança de mercado empresas como essa que comentei acima. Eu participarmente prefiro as empresas menores, e preso a experiência e profissionalismo dos headhunters, sendo que varios dos melhores possuem a cabeça branca e uma lista imensa de realizações e seleções efetuadas com sucesso satisfazendo empresas e respeitando os candidatos.Entendo que a área trabalha com tempo curto. Um amigo e excelente headhunter comentou que para uma vaga publicada foram recebidos 1200 currículos. Obvio que não para dá dar retorno para todos, nem fazer uma análise profunda no material recebido.

Na realidade bons headhunters são prejudicados pelos ruins, e isso é mais culpa das empresas que contratam e que não sabem separar o joio do trigo. Por isso, profissionais que vão para o mercado precisam buscar colocação profissional através de diversas outras formas. Afinal Headhunters, como separar o joio do trigo?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

getsitecontrol

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...