SIGAM ESTE BLOG

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Controladoria - Sistemas de custos contábeis tradicionais


Sistemas de custos contábeis tradicionais servem apenas para avaliar estoques e atender algumas outras obrigações contábeis. Contadores não são muito aptos a gerenciar sistemas de custos a menos que compreendam que o que aprendem na escola está incompleto e defasado, e entrem a fundo na compreensão dos fatores que afetam os processos que ocorrem no chão de fábrica e ao longo dos processos que determinam custos dos produtos e serviços.

Os custos dos produtos e serviços precisam ser focados e gerenciados de acordo com a representatividade que eles possuem nos custos totais. A estrutura de custos dos produtos e serviços atuais mudaram muito em relação ao que ocorria há 50 anos atrás, quando a mão de obra e os custos indiretos tradicionais de fabricação representavam grande parte dos custos.

Destaco abaixo alguns poucos exemplos de grandes componentes de custos em algumas empresas, cuja gestão a contabilidade de custos tradicional não gerencia, ou gerencia mal, e normalmente se limita a acumular valores em algumas contas contábeis:


- Custos de transportes nas vendas dos produtos ( freight out );
- Custos com distribuição e estocagem de produtos acabados;
- Custos de transportes nas aquisições dos produtos ( freight in);
- Custos da manutenção ( preventiva, preditiva, corretiva, tpm, etc);
- Custos de materiais primas ( uso real X padrão, rendimentos, perdas de processo, scraps, estocagem);
- Custos com materiais de embalagens ( perdas de processo, descartes, mudanças de artes, giro dos estoques, custos de clichês e ferramentais );
- Custos com utilidades na produção ( energia, vapor, agua, outros combustíveis );
- Custos da qualidade;
- Custos com moldes, ferramentais, modelos e gabaritos;
- Custos com meio ambiente;
- Custos e controles com produtos processados por terceiros;
- Custos com seguros e outros elementos de proteção a riscos e contingências;
- Custos com treinamento e inovação;
- Custos com pesquisa e desenvolvimento;
- Custos com assistência técnica;
- Custos com pós venda.
- etc.

É necessário avaliar com profundidade quais são as implicações que esses e outros diferentes componentes de custos possuem nas organizações, e a partir daí passar a gerenciá-las. Gerenciar não significa apenas acumular valores em contas contábeis, mas ter um sistema de gestão. Sistemas de gestão devem possibilitar a identificação da evolução dos  valores e indicadores não financeiros, bem como o acompanhamento do presente comparativamente a valores planejados, tudo isso com foco no atingimento de metas estratégicas de médio e longo prazos. Essas metas devem estar alinhadas com a abordagem da melhoria contínua, com a excelência nos processos e com as melhores práticas das empresas de classe mundial.

Bons sistemas de gestão de custos devem dar suporte a ambientes mundiais de gestão de produção, esses sistemas devem ser as metas das grandes empresas.

Consultoria e Palestras: Contatos  arilopes@folha.com.br


Um comentário:

  1. Ah! Me perdi nesse blog, ele serve pra minha filha que é Contadora.
    Muito mal somo 2+2

    ResponderExcluir

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...