SIGAM ESTE BLOG

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Alguém já disse que te ama hoje?

                                                                                                                                                                      
Certas expressões como obrigado, desculpe, por favor, disponha e amo você, acompanhadas ou não de um gesto, fazem uma diferença extraordinária para o bem estar e a autoestima das pessoas. O melhor é que dizer isso não custa nada. É só dizer!
Alguém já disse que te ama hoje? é um livro para sua cabeceira. Nele, os consultores Albigenor e Rose Militão extrapolam os moldes do “livro de auto-ajuda” e, através de textos curtos, simples e objetivos – mas extremamente sensíveis, nos dão valiosos conselhos sobre o amor.
Muitos já tentaram explicar ou entender o amor. Outros tantos procuraram defini-lo. Nesta obra, porém, os autores fogem das especulações vãs de justificar esse nobre sentimento e conseguem mostrar que o mais importante é gerá-lo dentro de si e transmiti-lo ao próximo. Suas várias formas de expressão e demonstração devem estar presentes desde o âmbito profissional até o mais intimo toque pessoal. Afinal, o objetivo da vida é ser feliz!
Público-Alvo: Um livro que se propõe simplificar a vida e oferece a solução universal para todos os problemas: o amor.
Autores: Albigenor Militão é psicólogo, consultor de processos humanos organizacionais, na área de T&D, com especialização em Dinâmica de Grupo, Gestalt-terapia e SH. É consultor nacional do programa “Sebrae Ideal” (Aperfeiçoamento de Lideranças Empresariais), CDL-Fortaleza, Senac-CE e Sebrae-CE. É diretor da Imagem Domínio.

Rose Militão é assistente social, com especialização em Dinâmica de Grupo, publicitária e diretora comercial da Imagem Domínio. É facilitadora de workshops de Mudanças Organizacionais. Tem mais de 10 anos de experiência com sensibilização e acompanhamento de grupos familiares.

Dados Técnicos:

Preço: R$ 34,90

ISBN: 978-85-7303-741-8

Número de Páginas: 168

Formato: 16 X 23 cm

sábado, 24 de abril de 2010

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS ERROS DOS FUNCIONÁRIOS?

De acordo com especialista, falta de bom senso pode prejudicar a imagem profissional e até levar à demissão


A inteligência comportamental é uma das questões mais relevantes no ambiente corporativo. Aliadas às competências técnicas e à boa realização do trabalho, as atitudes de um profissional podem levá-lo ao sucesso na carreira, quando bem avaliadas, ou até mesmo à demissão, caso este não esteja adequado às regras empresariais. De acordo com o diretor Geral do portal de empregos Trabalhando.com.br, Renato Grinberg, um dos maiores erros dos funcionários é justamente ignorar as atitudes incorretas. "A falta de bom senso é extremamente prejudicial, seja o funcionário estagiário ou gerente de uma empresa. É preciso prestar atenção nas suas possíveis falhas, ouvir os feedbacks e buscar melhoria".

Muitas pessoas acreditam que a tolerância é maior com jovens recém ingressados no mercado, por conta da pouca experiência e vivência corporativa, mas estão enganadas. Segundo o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), 80% das rescisões contratuais de estagiários são feitas por falta de comportamento profissional. "Entre eles, podemos destacar que os principais erros são: pouco respeito à hierarquia, pouca flexibilidade quanto aos pedidos do chefe, brincadeiras em momentos indevidos e uso abusivo da internet ou sites de relacionamento", destaca Grinberg.

Para pessoas com maior experiência, os cuidados devem ser os mesmos, porém espera-se ainda menos falhas, pois já tiveram seu momento de aprendizado nesse sentido. Nestes casos, segundo o especialista, os principais erros estão ligados à junção indevida das questões profissionais com as pessoais. "Realizar planilhas de gastos pessoais no horário de trabalho; utilizar o telefone da empresa para conversar com amigos, namorado ou com a família; e falta de comprometimento são comportamentos que vemos muito", diz o executivo da Trabalhando.com.br.

Pior ainda é quando pessoas que ocupam cargos de liderança cometem gafes que comprometem sua imagem, interferem nas relações empresariais e ainda podem servir de mau exemplo para os subordinados. Líderes que proíbem determinadas atitudes de seus funcionários durante o expediente e transgridem essas regras com a proteção de ser chefe, podem causar atritos internos e falta de comprometimento dos demais com a organização.

Além disso, os chefes de equipes também precisam vistoriar suas próprias atitudes com relação à companhia em que trabalham. "Uso abusivo de recursos da empresa para benefício próprio como usar táxi, celular e cartões de crédito empresariais podem ferir sua credibilidade e até ocasionar demissão", pontua Renato Grinberg. "Desde o porteiro até o mais alto executivo, deve refletir de maneira crítica as atitudes que não estão de acordo com a filosofia da empresa. Se for o caso, peça um feedback para seus companheiros de trabalho e busque adequar suas atitudes as normas da empresa ", finaliza.

Confira os 10 principais erros no ambiente de trabalho:

1) Chegar atrasado

2) Mentir

3) Não respeitar hierarquia

4) Pouca flexibilidade

5) Uso abusivo da internet e redes de relacionamento

6) Conversas paralelas durante o expediente

7) Usar o telefone da empresa para conversas pessoais

8) Brincar fora de hora

9) Não saber trabalhar em equipe

10) Não respeitar os colegas de trabalho

FUNCIONÁRIO MOTIVADO PRODUZ ATÉ 50% A MAIS

Investir na qualidade de vida do colaborador é ótima estratégia para garantir um bom trabalho e realização profissional

Que um bom rendimento no trabalho está ligado com a motivação que o colaborador tem, não é novidade. O que muitas empresas ainda não perceberam é que investir na qualidade de vida do funcionário é muito mais que um gasto, é um investimento, no qual o retorno é visível e rápido.


Após consultar 30 mil pessoas de 15 países, sendo 100 delas brasileiras, a consultoria Right Management concluiu que pessoas motivadas são 50% mais produtivas. Segundo estudos, recompensas salariais não é o único fator decisivo para satisfazer um trabalhador, e sim, recompensas sociais, simbólicas e não materiais.

Um dos cases mais conhecidos é da empresa Google, que está no mercado desde 1998, e por vários anos, foi considerada a melhor empresa para se trabalhar, segundo análises realizadas pelo GPTW (Great Place to Work), instituto americano responsável pela realização de pesquisas focadas na motivação dos colaboradores de empresas que atuam em diversos segmentos. O GPTW realiza avaliações de acordo com os pilares que o instituto acredita serem características atraentes para a força de trabalho, como credibilidade, respeito, imparcialidade, orgulho e camaradagem. O Google coloca os funcionários em primeiro lugar quando se trata do dia-a-dia em seus escritórios. Há o investimento em benefícios adicionais como academias de ginástica, salas de massagem, área para entretenimento e lanchinhos no meio da tarde para garantir a satisfação e qualidade de vida dos colaboradores, e assim, aumentar a produtividade.

A Injoy Blend, empresa brasileira, realiza ações específicas de marketing de resultados e possui programas para motivar equipes no ambiente de trabalho. São várias divisões: Dentro do Injoy SPA tem-se o Programa de Endomarketing que tem o objetivo promover a motivação dos colaboradores e garantir o compromisso com a empresa, focar nos objetivos e valores. São realizadas atividades para alinhar a visão e missão da empresa, organização de comunicação interna, projetos para incentivo, etc. Outra opção muito utilizada é o Programa Qualidade de Vida que propõe o bem estar tanto físico quanto psicológico do funcionário, realizando ginástica laboral, massagens terapêuticas, ginástica funcional, pilates, ioga, programa de nutrição e eventos sobre qualidade de vida. São medidas simples que podem garantir o sucesso da empresa e o bem-estar dos colaboradores.

No Injoy Experience, o marketing interativo, que contribui para o relacionamento inter-pessoal, reforço de lideranças, desenvolvimento de novas competências e melhora do clima organizacional. As experiências são organizadas de acordo com a necessidade da empresa. Veja alguns exemplos:


· Dia radical - Esportes radicais out company
· Caça ao tesouro - Atividade de lógica e espírito de equipe
· Chef de cozinha por um dia - Desenvolvimento de competências
· Dia do bem - Visita à pessoas especiais

Caminhamos para uma sociedade em que grande parte dos profissionais são trabalhadores do conhecimento, que não requerem controles de horários e tarefas, mas sim estímulos à criatividade. Por isso as pesquisas de clima são um guia valioso para diagnosticar o ambiente, planejar ações de gestão de pessoas e medir o progresso conseguido.

Conheça mais sobre os serviços da Injoy através do site www.injoy.com.br

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Inclusão – conceitos, histórias e talentos das pessoas com deficiência

" LANÇAMENTO DE LIVRO" - Assunto super atual, recomendo que leiam.


O ideal é que as empresas e sociedade como um todo promovam a inclusão de profissionais com deficiência não apenas para cumprir a lei, mas sim por se tratar de elemento de justiça social e de prática esperada como rotineira numa sociedade justa e humana.



O mercado de trabalho no Brasil ainda não se adequou totalmente à inclusão de profissionais com deficiência. Apesar da criação da Lei de Cotas (8.213/91), que destina um certo número de vagas a essas pessoas, muitas empresas encontram dificuldades de contratar esses indivíduos. O fator principal é a falta de adaptação das corporações em seu espaço físico e cultura corporativa.

A percepção dessa realidade uniu as consultoras Carolina Ignarra, Tabata Contri e o fotógrafo Raphael Bathe, que montaram o livro Inclusão – conceitos, histórias e talentos das pessoas com deficiência. A ideia é apresentar aos leitores informações, acompanhadas de relatos de práticas e acontecimentos do dia a dia, a fim de preparar os processos desses indivíduos no mercado de trabalho com mais responsabilidade e envolvimento coletivo nas organizações.

Primeiro a obra apresenta conceitos sobre a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, além de abordar aspectos da Lei de Cotas e as transformações culturais nas organizações necessárias para recebê-las. Depois, apresenta tocantes trajetórias profissionais de indivíduos que conseguiram suas oportunidades, ilustradas por meio de fotos e relatos em seu ambiente de trabalho.

De forma objetiva, mas nem por isso menos emocionante, o livro Inclusão – conceitos, histórias e talentos das pessoas com deficiência, apresenta à sociedade a importância de cidadãos que possuem suas limitações. Porém, são detentores de um talento profissional sem igual e uma alegria de viver contagiante, que derruba barreiras e olhares preconceituosos.

Público-Alvo: Uma obra que fortalece a integração social e profissional das pessoas com deficiência no Brasil.

Autor: Carolina Ignarra é educadora física e adquiriu a paraplegia depois de formada. Trabalhou na área de consultoria em qualidade de vida nas empresas por dez anos. Hoje dirige a consultoria Talento Incluir e atua como consultora da inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Tabata Contri é atriz e consultora em inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Paraplégica devido a um acidente de carro no final do ano 2000, sempre se preocupou em mostrar que uma pessoa com deficiência pode ter uma vida comum. Por isso filmou campanhas publicitárias e deu depoimentos na mídia sempre com o intuito de quebrar os tabus impostos pela sociedade.

Raphael Bathe é fotógrafo e assessor de comunicação. Já trabalhou como produtor, editor e apresentador de TV. Dentre os seus trabalhos, faz fotografias em estúdio, cobertura de eventos, festas e shows.

Dados Técnicos:

Preço: R$ 50,00

ISBN: 978-85-7303-901-6



Número de Páginas: 152

Formato: 22 X 22 cm

Acompanha Áudio Livro em CD

domingo, 11 de abril de 2010

Gestão Estratégica de Custos

A gestão estratégica de custos implica na apresentação de uma nova visão da contabilidade gerencial, baseada na premissa que a contabilidade gerencial deve considerar explicitamente temas e preocupações estratégicas.


Enquanto a análise de custos tradicional é vista como o processo de avaliação do impacto econômico financeiro das decisões gerenciais alternativas, a gestão estratégica de custos vê a análise de custos sob um contexto mais amplo, onde os elementos estratégicos tornam-se mais conscientes, explícitos e formais. Os dados de custos são utilizados para se obter uma vantagem competitiva sustentável (SHANK & GOVINDARAJAN; 1997:14).

Segundo NAKAGAWA (1991:49), o CMS pode ser definido como um sistema de planejamento e controle com os seguintes objetivos:

• Identificar os custos dos recursos consumidos para desempenhar atividades relevantes da empresa (modelos contábeis).

• Determinar a eficiência e eficácia das atividades desempenhadas (mensuração e desempenho).

• Identificar e avaliar as novas atividades que possam contribuir para a melhoria do desempenho da empresa no futuro (gestão de investimento).

• Cumprir os três objetivos acima em um ambiente caracterizado por mudanças tecnológicas (práticas de manufatura).


A gestão estratégica de custos encontra nas filosofias dos custos baseados em atividades (ABC), custos gerenciados em atividades (ABM), melhoria contínua ( KAIZEN) e Kaizen Costs System e Controle de Qualidade Total (TQC), excelentes ferramentas de apoio, que, contudo, requerem alto grau de complexidade para serem implementados. Dentre os principais resultados propiciados por essas abordagens, ressaltamos a identificação das atividades e processos que agregam e que não agregam valor à empresa, bem como a visão de melhoria continua a longo prazo.

A defasagem dos sistemas de custos.

O setor de serviços hoje movimenta parcela importante da economia, assim os custos de serviços prestados, a gestão das empresas de serviços e aspectos relacionados ao controle nas empresas de serviço devem ser fortemente focados pela Controladoria.


Na área de custos os cursos e os livros estão defasados, pois focam preferencialmente os custos industrias e enfatizam técnicas que precisam ser estudadas mas que deixaram de ser tão relevantes como há décadas, período em que as empresas industriais dominavam o mercado.  Abaixo destacamos diversos tipos de custos, boa parte deles não são ou são pouco abordados na literatura e nos cursos universitários de graduação.

Tipos de Custos::

 custos de produtos bancários;
 custos hospitalares;
 custos de serviços de consultoria;
 custos de distribuição e logística;
 custos de manutenção;
 custos industriais com ênfase para custos de materias primas e ambalagens;
 custos do metro quadrado de um shopping center;
 etc.


Em algumas faculdades encontramos alguns professores que ministram matérias como custeio RKW ou critérios de rateios por meses seguidos. Entendemos ser essa parte da contabilidade de custos historicamente importante, mas existentes diversos outros temas que deveriam ser mais enfatizados nos currículos universitários, mas não o são, a conseqüência é que saindo dos cursos de graduação os alunos deparam-se com práticas na vida real das empresas que não foram ou foram pouco exploradas nos currículos das faculdades. Lembramos que os Custos Baseados em Atividades e a gestão estratégica de custos representam a visão atual e, são ferramentas atualizadas e adequadas para o controle e gestão dos custos nos diversos tipos de empresa.

A gestão estratégica de custos prioriza a utilização das informações de custos para gestão e controle, enquanto os sistemas obsoletos priorizam a apuração dos custos colocando-se como prioridade o “como calcular os custos” e deixando de priorizar “o como utilizar informações relevantes de custos para gestão estratégica e controle.

getsitecontrol

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

Palestras Controladoria custos Gestão liderança Consultoria marketing Contabilidade comportamento Controller Livros linkedin ética IFRS comunicação Normas Contábeis Material de Controladoria Palestra RH planejamento planejamento estratégico postura sistemas de custos vagas BSC CPC Crise Palestrante Plano de Negócios auditoria compliance facebook meio ambiente melhores práticas treinamento vendas Bain CRC Consultoria de Gestão ERP Ebook KPI Logística Mapa Estratégico codigo de ética consultor educação empregos estratégia funcionários lider processos proteção animal qualidade ABC Alpha Premium Ativos Fixos Balance Scored Card Bancos Brasil CFC CV CVM Comportamento Organizacional Controladoria de Negócios Controle interno Costs Custo ABC Demonstrativos Financeiros EMPRESAS Editora Saraiva Emprego Estagiários FASB FIFA Futebol Interim management Internet Kaizen Marcas e Produtos Missão Planning Qualitymark Redução de Custos SAP STF TCC Transfer Price Treinamentos Unidades de Negócio ações sociais best in class candidatos carreira contábil consultoria de custos consultoria financeira controle currículo definição de controladoria desempenho eficiência empreendedorismo estoques gerentes gestão estratégica headhunter inventários jovens profissionais lançamento lucro líder líderes motivação nível de serviço orkut presidente produtividade produto práticas contábeis recursos humanos redes sociais sistemas sustentabilidade talentos terceirização twitter valores youtube 11.638/07 11638 4 P´s 5 "S" ACCOUNTING Acurácia Adiantamentos Administração AlphaPremium Amazônia Anvisa Apple Ari Lopes Artigos. Palestras Assédio Moral Avaliação 360 graus Ayres Brito BB BLOCO K Bahia Bain Company Balanced Score Card Balanced Scorecard Banco do Brasil Blog Blog do Professor Ari Blogger Blogs do Ari Boite Bradesco Brazil Bullying Escolar Business CAMBIO CEO CNJ CPC 30 CPC PME Capacidade Ociosa Capex Carnaval Censura Cestos Champy Change Management Ciência/Tecn. Consulting Consultor Financeiro Contabilidade Estratégica. Balanço Patrimonial Estratégico. Contabilidade Internacional Contingências Controladoria estratégica Controle dos estoques Controles Cora Coralina Corrupção Créditos de carbono Custos industriais DL 6976 DRE Dilma Dinossauros E-commerce EBITDA Ebooks Edelman Eficácia Emarketing Empresa de treinamentos Empresas feitas para vencer Estados Unidos Evitando contingências trabalhistas Excel Expedição FECOMERCIO FMCG Finanças Folha de São Paulo Forecast Fretes Gestão de Custos Gestão de pessoas Gestão interina Goobec Google Guru Haiti Hammer Headhunters INSS IPCA ISA ISO 9000 Indicadores de Desempenho Indicadores de produção Informação contábil Informática Injustiça Inovação Instituto Royal Integração Integridade Interino Itaú Jim Collins Jovens Juizes Kaplan Leader Liderados Liderança e Ética Lideres Links patrocianados Livro M&A Manuais de Procedimentos Melhores práticas em vendas Melhores práticas nos estoques Melhoria Contínua Melhoria con tínua Millennials NWC Negociação Norma Contábil Normas e Procedimentos Nutrição OGSAM Orçamento Orçamento doméstico P&L PEC 231/95 PIB PME Palestrante Ari Palestrante Professor Palestras Liderança Palestras Ética Pessoas Peter Drucker Plant Controller Polícia Praça Preço Procedimentos Professor Ari Promoção Propostas de vendas QI RKW ROI Rec. Humanos Recursos Rede Gospel Reestruturação Financeira Relatórios Financeiros Rendimento Representação de vendas Resultados Revista Veja Rui Barbosa SBU SWOT Sales Santander Saúde Saúde Completa Seminário Sergio Cabral Sistemas de Custeio Startups Supremo Tribunal Federal TIR TV a cabo Terceirização. Termos em inglês Teóricos Trabalho Trote Universitári Trânsito UFSCar UN USP Unibanco União Européia Valor Justo Vídeo Wal-Mart Y admissões agência de empregos antiética apostila apostila de controladoria. Controle aquecimento global arquivo PDF arrogância atitude aumentos avaliação de desempenho balanços big brother biotecnologia blog do Ari blogs carne catástrofe cliente clientes comercio virtual competência competências compliance conduct code consultores consumidor consumo convergência convergênia copa 2014 cost accounting cotação crimes crédito custos de serviços código de ética deputados desemprego devastação dinheiro e sexo diretor presidente eleições empresa empresas globais energia ethics evaluation excelência feed back ferramentas de gestão fiscalização fluxo de caixa fontes renováveis formação de líderes fraud geraldo alckmin geração Y gerenciamento gerente gestor gestores gestão de pessoas gestão financeira globalização greenbuilding harmonização high potential importação inclusão indicadores indicaçoes informação integrity investidores juizo juros liminar management manual contábil marketing social mediação medidas corretivas menor infrator mercado de trabalho modelos de gestão moral mpréstimo. comportamento multinacionais mídia negócio próprio normatização obrigações fiscais operações oportunismo organização os 4 p´s padaria padre padrões intenacionais painél de controle palestras custos peopledoors perdas perfis performance pesquisa plano contábil plano de negócio população postagens povo prestação de serviço previdência social produtividade; indicadores de desempenho projetos projeções proteção animal. ratocorp re-engenharia refoma contábil regra contábil rentabilidade responsabilidade responsabilidade civil responsabilidade social reuniões rodeios senadores sistemas integrados sites suporte supremo terremoto unidade de negócio variedades vegetarianismo vegetariano venda