SIGAM ESTE BLOG

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO - SE APROVADA, O QUE ACONTECE?

Em tramitação no Congresso Nacional, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 231/95) estabelece a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais sem a diminuição dos salários. A proposta prevê ainda o aumento do adicional da hora extra de 50% para 75% do valor da hora trabalhada.


Por um lado, a ideia traz esperança para milhares de profissionais desempregados que acreditam que a redução de jornada semanal abrirá novas vagas na indústria e no comércio. Por outro, entidades patronais e consultores de diferentes frentes alertam que, ao contrário do que se pretende, a medida não estimulará a criação de empregos. Segundo os empresários e entidades patronais, a mudança elevará os custos da produção indistintamente em todas as empresas, atividades e regiões do país.

O tema gera controvérsias. Alguns até acreditam que a medida pode gerar algumas novas vagas, mas que a maioria das empresas vai acabar ajustando seus horários e quadro de colaboradores á nova exigência, para não gerar novos custos e isso, sem dúvida, acabará comprometendo sua produtividade.

Ruy Cortez de Oliveira, diretor do Kaizen Institute Brasil, pode ser fonte para esse tema. A metodologia Kaizen é focada na melhoria de produtividade e na integração de sistemas e processos que reduzam em até 50% das perdas, conforme o setor e a configuração da empresa. Com a aprovação da PEC 231/95 o caminho para as indústrias e empresas em geral será investir fortemente na melhoria de seus processos de produção para não comprometer sua competitividade nos seus respectivos nichos de mercado.

O Kaizen Institute Brasil tem entre seus clientes - Alcoa, Avon, Sadia, Votorantim Metais, Pirelli Pneus e outros. www.br.kaizen.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

getsitecontrol

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...