SIGAM ESTE BLOG

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Tópicos de Controladoria / parte 3


Nesta postagem encontrem a terceira parte de material que preparei sobre Controladoria. Recebo varios pedidos de material sobre controladoria. O material divulgado pode ser usado, desde que se mencione a fonte. Se gostar deste Blog seja um seguidor e deixe um comentário. Para TREINAMENTOS, PALESTRAS E ASSESSORIA ou uma simples troca de ideias, envie um 

Email para arilopes@folha.com

Aos alunos que buscam temas para TCC´s recomendo que leiam todas as publicações que envolvam Controladoria neste Blog, pois ao final da leitura a escolha de um bom tema poderá ocorrer face aos esclarecimentos que encontrarem aqui.





Grupo de Colaboradores e a Controladoria

Atualmente as empresas requerem estruturas pequenas, econômicas e eficientes. Os grupos devem ser reduzidos e altamente qualificados. A gestão deve ser voltada para resultados, o treinamento e a normatização devem ser constantes. Serviços não relacionados ao negocio fim "core business" tendem a ser terceirizados cada vez mais. Desta forma o corpo funcional das empresas tende a ser técnico e qualificado, os profissionais necessitam além do conhecimento técnico da área, também conhecimentos gerais amplos bem como dominar informática, outras idiomas, etc...

A equipe de colaboradores deve ser dimensionada de forma a atender as necessidades de recursos humanos necessários ao cumprimento das funções da Controladoria. Tanto um sub como um super dimensionamento dos recursos necessários serão prejudiciais.. Um grupo de funcionários com boa formação e educação para trabalhar na área é fundamental para o alcance dos objetivos.

Especial cuidado deverá ser tomado no que tange às admissões dos funcionários, visto que uma admissão errada pode gerar prejuízos consideráveis. Por isso recomenda-se que sejam esgotados os recursos de avaliação admissional. Assim, os testes de conhecimento técnico, avaliação do perfil psicológico, análise curricular e outros, não devem ser prescindidos.

Cada funcionário deve ter uma descrição de funções detalhada (job description) e definição das responsabilidades oficialmente estabelecidas, além disso as avaliações funcionais, planos de treinamento, plano de carreira, rodízio de funções (job rotation), são instrumentos de vital importância não só na organização da Controladoria mas de toda a empresa.

A motivação dos colaboradores da Controladoria está altamente relacionada à capacidade de envolvimento e comando do Controller. Existem basicamente dois tipos de comandos: o primeiro é baseado na autoridade e dificilmente consegue motivar e obter comprometimento dos funcionários O segundo é baseada na liderança, quando ocorre tende a proporcionar os melhores ambientes e resultados em suas áreas.

Um estilo de comando baseado na liderança voltado ao desenvolvimento de seus funcionários (empowerment) é elemento chave para o sucesso das equipes de trabalho. Para o funcionário a empresa ideal é aquela onde uma saída de um gerente pode ser reposta mediante uma serie de promoções internas, resultando assim, na admissão de um estagiário ou auxiliar em início de carreira, possibilitando uma ampla mobilidade na estrutura hierárquica da empresa. Por outro lado empresas que vão buscar no mercado a maioria de seus gerentes e diretores, demonstram incapacidade para aproveitamento dos potenciais existentes, ou estruturas despreparadas que não formam sucessores, sendo consequentemente mal gerenciadas.

Avaliação de desempenho

É peça chave na a gestão dos recursos humanos. Normalmente se adota um período anual, assim em uma determinada data escolhida os funcionários são avaliados pelos seus superiores. É importante que em um bom sistema de avaliação os funcionários recebam "feed back" a respeito de suas avaliações funcionais. Algumas empresas pedem ao funcionário para efetuarem uma auto avaliação, a qual depois compara com a  avaliação efetuada pelo superior hierárquico. É importante que os pontos nos quais são atribuídas menores pontuações sejam devidamente explicados aos avaliados. Recomenda-se que os pontos críticos identificados sejam trabalhados pela empresa de forma a propiciar melhor avaliação futura. Necessidades de treinamento são frequentemente consideradas como elemento para melhoria de avaliações futuras.

Avaliação 360 graus.

Avaliações isoladas de subordinados pelos superiores podem ser consideradas um processo superado ou pelo menos insuficiente. Avaliações precisam ocorrer sob vários ângulos, a saber:
• de superiores para funcionários;
• de funcionários para superiores;
• de funcionários para funcionários;
• de funcionários para a empresa como um todo;
• de clientes internos e externos com relação os serviços prestados pela empresa;
• da empresa para fornecedores;
• do consumidor em relação às marcas e serviços da empresa;
• Etc...
Enfim, quando existe uma ampla rede de avaliações envolvendo colaboradores, gestores, fornecedores, clientes e outros, e principalmente onde as avaliações contribuem para aprendizado e melhorias contínuos, podemos concluir que se adota uma avaliação 360 graus.
Organizações hierárquicas com comando baseado em autoridade não suportam uma avaliação 360 graus. Tentativas de introdução desse conceito nessas empresas sofrem todo tipo de dificuldade, o que é uma reação natural e inerente aos sistemas arcaicos.

Manuais de Procedimentos

Pior do que não possuir um manual, é ter e não respeitá-lo, ou ainda ter e frequentemente serem autorizadas exceções pelos níveis de comando da organização.
Quanto mais técnica e profissional a administração maior o grau de normatização e padronização na empresa. Maior grau de normatização não significa uma imensa quantidade de normas e procedimentos. Ao se elaborar um manual é muito importante capacidade de síntese, manuais enormes são convite ao descumprimento, desta forma as normas devem ser sucintas e suficientes.

Abaixo destacamos alguns exemplos de manuais:
- Manual Contábil;
- Manual de Custos;
- Manual da Qualidade;
- Manual de Procedimentos dos diversos departamentos.

A dependência que as empresas possuem em relação a alguns funcionários que se tornam insubstituíveis é indicador de problema de gestão, bons manuais de procedimentos colaboram para que essa situação seja evitada. A elaboração de manuais de procedimentos com o registro criterioso e atualizado das principais rotinas da empresa contribui para a boa gestão.

Um bom manual de procedimentos deve ser claro e conter passo a passo como devem ser executadas as principais atividades da empresa. Os manuais também contribuem para a avaliação dos processos e atividades a que dizem respeito. O simples fato de documentarmos alguns processos através de manuais de procedimentos já evidencia a necessidade de tais atividades e processos serem melhorados ( reengenharia de processos ), ou até mesmo eliminados (processos discricionários ), outras vezes os processos avaliados são terceirizados ( outsourcing ).

Por outro lado as normas e os procedimentos não devem representar uma camisa de força, mas sim um importante elemento de apoio para a operação da empresa. Uma vez estabelecidos os procedimentos não significa que os mesmos sejam imutáveis. Mudanças, melhorias alterações deverão ocorrer sempre que necessário porem de forma coordenada e organizada.

Os fluxogramas das principais rotinas devem fazer parte dos procedimentos para tal é necessário que os funcionários envolvidos recebam treinamento específico sobre elaboração de procedimentos e fluxogramas.
Por fim lembramos que quanto mais padronizada e normatizada uma empresa maior a possibilidade de descentralização e delegação. Algumas grandes empresas são altamente padronizadas. Exemplo: Mc Donalds, Carrefour, etc...

Recursos para o funcionamento da Controladoria
Sempre se deve considerar o porte da empresa, o grau de profissionalização do corpo diretivo, disponibilidade financeira e outros indicadores da empresa. Também o aspecto custo-benefício deverá sempre ser analisado a fim de evitar aquilo que podemos comparar à "MATAR UM MOSQUITO COM UM TIRO DE CANHÃO", ou seja, dimensionar erroneamente a forma de se atingir um objetivo. (ineficácia ).

Como outras áreas a Controladoria requer recursos para seu funcionamento. Abaixo destacamos os recursos principais:
1- Recursos Humanos – previlegiar qualidade em detrimento a quantidade;
2- Recursos Tecnológicos – automação, atualização tecnológica, incluindo recursos de informática ( software e hardware );
3- Recursos de sistemas – Softwares;
4- Recursos de estrutura – localização, instalações, etc...
5- Recursos para capacitação – treinamento, plano de carreira, Job Rotation

12- Avaliação da Controladoria e as medidas corretivas

A função de avaliação que a Controladoria exerce deverá implicar sempre que necessário na adoção de medidas corretivas. Essas medidas poderão assumir duas formas:

I- Medidas corretivas em áreas diretamente subordinadas à Controladoria ;
II- Medidas corretivas em áreas não diretamente subordinadas à Controladoria.

Este último item tende a ocorrer com maior frequência, sendo que o Controller deve funcionar mais como um assessor, sempre sugerindo medidas e preferencialmente nunca executando. Além disso, o exercício dessa função irá requerer muita habilidade para conduzir a resolução dos problemas, sendo que os aspectos relacional e comportamental assumem importância igual ou até superior ao aspecto técnico.

A Informação Contábil

Conforme Masayuki ( 6) A adequação dos sistemas de informações ao processo de planejamento e controle requer o preenchimento de três requisitos principais:

1- Forma – Diz respeito ao conteúdo, isto é, utilidade das informações;
2- Idade – Diz respeito ao intervalo entre a data do fato relatado e a data da informação, ou seja, no momento da tomada de decisões as informações requeridas deveriam estar disponíveis (oportunidade);
3- Frequência – diz respeito à periodicidade da informação.



Continuação desta postagem: http://blogdoprofessorari.blogspot.com/2009/06/controladoria-parte-4.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário

getsitecontrol

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

Palestras Controladoria custos Gestão liderança Consultoria marketing Contabilidade comportamento Controller Livros linkedin ética IFRS comunicação Normas Contábeis Material de Controladoria Palestra RH planejamento planejamento estratégico postura sistemas de custos vagas BSC CPC Crise Palestrante Plano de Negócios auditoria compliance facebook meio ambiente melhores práticas treinamento vendas Bain CRC Consultoria de Gestão ERP Ebook KPI Logística Mapa Estratégico codigo de ética consultor educação empregos estratégia funcionários lider processos proteção animal qualidade ABC Alpha Premium Ativos Fixos Balance Scored Card Bancos Brasil CFC CV CVM Comportamento Organizacional Controladoria de Negócios Controle interno Costs Custo ABC Demonstrativos Financeiros EMPRESAS Editora Saraiva Emprego Estagiários FASB FIFA Futebol Interim management Internet Kaizen Marcas e Produtos Missão Planning Qualitymark Redução de Custos SAP STF TCC Transfer Price Treinamentos Unidades de Negócio ações sociais best in class candidatos carreira contábil consultoria de custos consultoria financeira controle currículo definição de controladoria desempenho eficiência empreendedorismo estoques gerentes gestão estratégica headhunter inventários jovens profissionais lançamento lucro líder líderes motivação nível de serviço orkut presidente produtividade produto práticas contábeis recursos humanos redes sociais sistemas sustentabilidade talentos terceirização twitter valores youtube 11.638/07 11638 4 P´s 5 "S" ACCOUNTING Acurácia Adiantamentos Administração AlphaPremium Amazônia Anvisa Apple Ari Lopes Artigos. Palestras Assédio Moral Avaliação 360 graus Ayres Brito BB BLOCO K Bahia Bain Company Balanced Score Card Balanced Scorecard Banco do Brasil Blog Blog do Professor Ari Blogger Blogs do Ari Boite Bradesco Brazil Bullying Escolar Business CAMBIO CEO CNJ CPC 30 CPC PME Capacidade Ociosa Capex Carnaval Censura Cestos Champy Change Management Ciência/Tecn. Consulting Consultor Financeiro Contabilidade Estratégica. Balanço Patrimonial Estratégico. Contabilidade Internacional Contingências Controladoria estratégica Controle dos estoques Controles Cora Coralina Corrupção Créditos de carbono Custos industriais DL 6976 DRE Dilma Dinossauros E-commerce EBITDA Ebooks Edelman Eficácia Emarketing Empresa de treinamentos Empresas feitas para vencer Estados Unidos Evitando contingências trabalhistas Excel Expedição FECOMERCIO FMCG Finanças Folha de São Paulo Forecast Fretes Gestão de Custos Gestão de pessoas Gestão interina Goobec Google Guru Haiti Hammer Headhunters INSS IPCA ISA ISO 9000 Indicadores de Desempenho Indicadores de produção Informação contábil Informática Injustiça Inovação Instituto Royal Integração Integridade Interino Itaú Jim Collins Jovens Juizes Kaplan Leader Liderados Liderança e Ética Lideres Links patrocianados Livro M&A Manuais de Procedimentos Melhores práticas em vendas Melhores práticas nos estoques Melhoria Contínua Melhoria con tínua Millennials NWC Negociação Norma Contábil Normas e Procedimentos Nutrição OGSAM Orçamento Orçamento doméstico P&L PEC 231/95 PIB PME Palestrante Ari Palestrante Professor Palestras Liderança Palestras Ética Pessoas Peter Drucker Plant Controller Polícia Praça Preço Procedimentos Professor Ari Promoção Propostas de vendas QI RKW ROI Rec. Humanos Recursos Rede Gospel Reestruturação Financeira Relatórios Financeiros Rendimento Representação de vendas Resultados Revista Veja Rui Barbosa SBU SWOT Sales Santander Saúde Saúde Completa Seminário Sergio Cabral Sistemas de Custeio Startups Supremo Tribunal Federal TIR TV a cabo Terceirização. Termos em inglês Teóricos Trabalho Trote Universitári Trânsito UFSCar UN USP Unibanco União Européia Valor Justo Vídeo Wal-Mart Y admissões agência de empregos antiética apostila apostila de controladoria. Controle aquecimento global arquivo PDF arrogância atitude aumentos avaliação de desempenho balanços big brother biotecnologia blog do Ari blogs carne catástrofe cliente clientes comercio virtual competência competências compliance conduct code consultores consumidor consumo convergência convergênia copa 2014 cost accounting cotação crimes crédito custos de serviços código de ética deputados desemprego devastação dinheiro e sexo diretor presidente eleições empresa empresas globais energia ethics evaluation excelência feed back ferramentas de gestão fiscalização fluxo de caixa fontes renováveis formação de líderes fraud geraldo alckmin geração Y gerenciamento gerente gestor gestores gestão de pessoas gestão financeira globalização greenbuilding harmonização high potential importação inclusão indicadores indicaçoes informação integrity investidores juizo juros liminar management manual contábil marketing social mediação medidas corretivas menor infrator mercado de trabalho modelos de gestão moral mpréstimo. comportamento multinacionais mídia negócio próprio normatização obrigações fiscais operações oportunismo organização os 4 p´s padaria padre padrões intenacionais painél de controle palestras custos peopledoors perdas perfis performance pesquisa plano contábil plano de negócio população postagens povo prestação de serviço previdência social produtividade; indicadores de desempenho projetos projeções proteção animal. ratocorp re-engenharia refoma contábil regra contábil rentabilidade responsabilidade responsabilidade civil responsabilidade social reuniões rodeios senadores sistemas integrados sites suporte supremo terremoto unidade de negócio variedades vegetarianismo vegetariano venda