SIGAM ESTE BLOG

sábado, 3 de janeiro de 2009

Melhorando a qualidade das previsões das vendas



Em muitas empresas  a acuracia das previsões de vendas é baixa. Enquanto as empresas perseguem e estudam o que é best in class em diversas áreas, muitas vezes permanecem e convivem com baixa acurácia em seus forecasts, o que é incompatível com empresas que pretendam estar no seleto grupo das empresas com alto padrão de qualidade em seus processos.



O artigo abaixo, traduzí e adaptei do original em inglês mencionado, e passa importante mensagem para se obter qualidade nas previsões de vendas. 

Adaptado de: Improving Product Forecasts de: Steven Haines. Neste texto considerem que a palavra forecast é sinônimo de “previsão”.


Um dos mais complexos desafios para os gerentes diz respeito à criação de forecasts. Os forecasts  ou previsões procuram prever o mercado futuro para um produto. 

Um dos pontos chave com relação às previsões
 é que elas não podem surgir do nada. O Forecast deve ser o planejamento sistemático de um grupo multifuncional. 
Freqüentemente encontramos previsões
 efetuadas em ambiente de porta fechada com participação mínima ou nenhuma de elementos chave que muito poderiam contribuir para a qualidade das previsões. 
Em pesquisa realizada  diversos executivos foram consultados sobre aspectos que entendiam ser importantes na construção de previsões. Ninguém mencionou qualquer coisa sobre a importância de funções diferentes participarem de qualquer forma nas previsões. 

O
 que estamos prevendo?   Se estamos fazendo previsões necessitamos definir exatamente o que estamos prevendo. 
Tratam-se de volumes, o planejamento de materiais deverá saber o número de componentes das ordens? 
Trata-se de previsão de vendas de forma a descrever quando o vendedor irá receber a ordem? 
Trata-se de uma
 previsão de fluxo de caixa que descreve quando entendemos que o dinheiro estará disponível para pagar os fornecedores? 
Trata-se de uma previsão para um novo
 Produto sem histórico? 
Trata-se de um forecast
 para um produto tradicional existente? 

A seguir mostramos um exemplo simples de como uma previsão pode sair errada:
 

Nesse caso: 
O ciclo de vendas demora 2 meses. 
O ciclo da ordem até o caixa demora 4 meses.
 

Se o grupo prevê o fluxo de caixa para o terceiro mês e o dinheiro não chega antes do sétimo mês, então a previsão
 não foi acurada, especialmente se o recebimento atual de caixa ocorre no exercício fiscal subseqüente. 

Se problemas como esse ocorrem, precisamos considerar 2 aspectos gerais para criar previsões
 mais viáveis: 

            O primeiro consiste em entender os elementos básicos da previsão.. 
            O segundo diz respeito a uma serie de considerações sobre a previsão. 

Os elementos de uma previsão estão inter relacionados, os seguintes elementos estruturais são necessários: 

 1. Mercado total alcançável (passado e futuro projetado) 
 2. Mercado total disponível ( normalmente uma parte do Mercado total                  existente)
 3. Participação da concorrência no mercado (performance passada e futuro projetado) 
4. Sua performance histórica em relação ao Mercado total alcançável.
 

Após entender os itens estruturais, as necessidades atuais devem ser colocadas em um modelo com as seguintes considerações: 

1. Quantas unidades deverão ser providas?
 
a. No caso de produtos físicos, temos os volumes das unidades tangíveis baseados na capacidade de produção, lead times dos fornecedores, custos, etc...
b. Para intangíveis como serviços ou softwares, a unidade de volume será a relação entre o Mercado total alcançável e o Mercado disponível.
 
2. Qual é o ciclo de vendas?
 
3. Qual é o ciclo ocorrido entre o recebimento da ordem até o pagamento do fornecedorer?
 
4. Como foi o comportamento no passado do forecast
 dos produtos? O que pode ser feito para melhorar a acurácia dos forecast dos produtos? 
5. Como estão os produtos da concorrência se comportando no Mercado? Existe alguma pesquisa de que aponte para a velocidade de captação ou penetração no mercado?
 
6. Quais são os aspectos logísticos relacionados aos forcedores ? As ordens têm sido atendidas externamente e não conseguimos atendê-las internamente.?
 
7. Investimentos em qualidade do produto podem afetar a rentabilidade?
 
Os forecast
 refletem a habilidade da organização em atuar sobre todas as facetas da previsão? 

Todas as funções da organização devem estar alinhadas de forma que a previsão
 reflita e de suporte à realidade do negocio. 

Algumas funções dos negócios são casos típicos onde são requeridos alinhamentos, a saber: 

• Vendas – Os vendedores poderão vender? Eles tem know how necessário? Eles são compensados adequadamente?
 
• Marketing – As promoções necessárias serão efetuadas? Existe um Budget? Existem recursos suficientes para disponibilizar o necessário suporte de vendas.? Foi efetuada a pesquisa correta, para suportar os pressupostos atuais com relação ao mercado alcançável e disponível?
 
• Fornecimento – As matérias primas e outros insumos estarão disponíveis em tempo?
 
• Manufatura – Poderemos manufaturar?
 
• Distribuição – Poderá ser obtido a transferência do produto acabado para o centro de distribuição, e do centro  de distribuição para o cliente?
 
• Serviços ao Cliente – As ordens podem ser tomadas? É dado o treinamento ideal?
 
• Finanças – Existem corretas informações de custos?
 
• Engenharia ou Pesquisa e Desenvolvimento – São desenvolvidos os produtos dentro do correto intervalo e de acordo com os recursos necessários?
 
• Qualidade assegurada – O produto é testado em tempo?
 

Os processos que estão por traz da previsão
 dos produtos são complexos. Existem diferentes variáveis a serem consideradas, ainda que em muitas empresas vários desses tópicos citados não recebam atenção suficiente.   

Por vezes, dirigentes têm pressa em terem suas previsões
 atendidas e, acabam não atentando para importantes detalhes que devem suportar o pressupostos da previsão. 

Compromissos assumidos nas reuniões não são suficientes para as previsões serem cumpridas.  Fazer a lição de casa requer que se considere a dinâmica do mercado e as capacidades dos fatores chave que irão otimizar as previsões
 que certamente nunca serão perfeitas. Forecast, afinal de contas, serão sempre forecasts
. 


Um comentário:

  1. Olá professor gostaria de compartilhar umas idéias e obter outras do Sr. poderia me fornecer um e-mail ? Obrigado e parabens pelo blog

    ResponderExcluir

getsitecontrol

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

Palestras Controladoria custos Gestão liderança Consultoria marketing Contabilidade comportamento Controller Livros linkedin ética IFRS comunicação Normas Contábeis BSC Material de Controladoria Palestra RH planejamento planejamento estratégico postura sistemas de custos vagas CPC Crise Palestrante Plano de Negócios auditoria compliance facebook meio ambiente melhores práticas treinamento vendas Bain CRC Consultoria de Gestão ERP Ebook KPI Logística Mapa Estratégico codigo de ética consultor educação empregos estratégia funcionários lider processos proteção animal qualidade ABC Alpha Premium Ativos Fixos Balance Scored Card Bancos Brasil CFC CV CVM Comportamento Organizacional Controladoria de Negócios Controle interno Costs Custo ABC DRE Demonstrativos Financeiros EMPRESAS Editora Saraiva Emprego Estagiários FASB FIFA Futebol Interim management Internet Kaizen Marcas e Produtos Missão P&L Planning Qualitymark Redução de Custos SAP STF TCC Transfer Price Treinamentos Unidades de Negócio ações sociais best in class candidatos carreira contábil consultoria de custos consultoria financeira controle currículo definição de controladoria desempenho eficiência empreendedorismo estoques gerentes gestão estratégica headhunter inventários jovens profissionais lançamento lucro líder líderes motivação nível de serviço orkut presidente produtividade produto práticas contábeis recursos humanos redes sociais sistemas sustentabilidade talentos terceirização twitter valores youtube 11.638/07 11638 4 P´s 5 "S" ACCOUNTING Acurácia Adiantamentos Administração AlphaPremium Amazônia Anvisa Apple Ari Lopes Artigos. Palestras Assédio Moral Avaliação 360 graus Ayres Brito BB BLOCO K Bahia Bain Company Balanced Score Card Balanced Scorecard Banco do Brasil Blog Blog do Professor Ari Blogger Blogs do Ari Boite Bradesco Brazil Bullying Escolar Business CAMBIO CEO CNJ CPC 30 CPC PME Capacidade Ociosa Capex Carnaval Censura Cestos Champy Change Management Ciência/Tecn. Consulting Consultor Financeiro Contabilidade Estratégica. Balanço Patrimonial Estratégico. Contabilidade Internacional Contingências Controladoria estratégica Controle dos estoques Controles Cora Coralina Corrupção Créditos de carbono Custos industriais DL 6976 Dilma Dinossauros E-commerce EBITDA Ebooks Edelman Eficácia Emarketing Empresa de treinamentos Empresas feitas para vencer Estados Unidos Evitando contingências trabalhistas Excel Expedição FECOMERCIO FMCG Finanças Folha de São Paulo Forecast Fretes Gestão de Custos Gestão de pessoas Gestão interina Goobec Google Guru Haiti Hammer Headhunters INSS IPCA ISA ISO 9000 Indicadores de Desempenho Indicadores de produção Informação contábil Informática Injustiça Inovação Instituto Royal Integração Integridade Interino Itaú Jim Collins Jovens Juizes Kaplan Leader Liderados Liderança e Ética Lideres Links patrocianados Livro M&A Manuais de Procedimentos Melhores práticas em vendas Melhores práticas nos estoques Melhoria Contínua Melhoria con tínua Millennials NWC Negociação Norma Contábil Normas e Procedimentos Nutrição OGSAM Orçamento Orçamento doméstico PEC 231/95 PIB PME Palestrante Ari Palestrante Professor Palestras Liderança Palestras Ética Pessoas Peter Drucker Plant Controller Polícia Praça Preço Procedimentos Professor Ari Promoção Propostas de vendas QI RKW ROI Rec. Humanos Recursos Rede Gospel Reestruturação Financeira Relatórios Financeiros Rendimento Representação de vendas Resultados Revista Veja Rui Barbosa SBU SWOT Sales Santander Saúde Saúde Completa Seminário Sergio Cabral Sistemas de Custeio Startups Supremo Tribunal Federal TIR TV a cabo Terceirização. Termos em inglês Teóricos Trabalho Trote Universitári Trânsito UFSCar UN USP Unibanco União Européia Valor Justo Vídeo Wal-Mart Y admissões agência de empregos antiética apostila apostila de controladoria. Controle aquecimento global arquivo PDF arrogância atitude aumentos avaliação de desempenho balanços big brother biotecnologia blog do Ari blogs carne catástrofe cliente clientes comercio virtual competência competências compliance conduct code consultores consumidor consumo convergência convergênia copa 2014 cost accounting cotação crimes crédito custos de serviços código de ética deputados desemprego devastação dinheiro e sexo diretor presidente eleições empresa empresas globais energia ethics evaluation excelência feed back ferramentas de gestão fiscalização fluxo de caixa fontes renováveis formação de líderes fraud geraldo alckmin geração Y gerenciamento gerente gestor gestores gestão de pessoas gestão financeira globalização greenbuilding harmonização high potential importação inclusão indicadores indicaçoes informação integrity investidores juizo juros liminar management manual contábil marketing social mediação medidas corretivas menor infrator mercado de trabalho modelos de gestão moral mpréstimo. comportamento multinacionais mídia negócio próprio normatização obrigações fiscais operações oportunismo organização os 4 p´s padaria padre padrões intenacionais painél de controle palestras custos peopledoors perdas perfis performance pesquisa plano contábil plano de negócio população postagens povo prestação de serviço previdência social produtividade; indicadores de desempenho projetos projeções proteção animal. ratocorp re-engenharia refoma contábil regra contábil rentabilidade responsabilidade responsabilidade civil responsabilidade social reuniões rodeios senadores sistemas integrados sites suporte supremo terremoto unidade de negócio variedades vegetarianismo vegetariano venda