SIGAM ESTE BLOG

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

TROGLODITAS AO VOLANTE

Todos os dias vou ao trabalho pela Castelo Branco. Tenho a felicidade de residir apenas uns 15 quilômetros de distância da empresa onde trabalho.


Nas milhares de idas e vindas já vi um pouco de tudo. Em resumo, é triste constatar como muitos trogloditas se comportam ao volante.


Se você quer conhecer a verdadeira personalidade das pessoas, procure saber o comportamento delas no trânsito. Muitas pessoas supostamente “legais” viram autênticas monstros quando estão ao volante.


Tenho um colega que se vangloria de concluir qualquer percurso na metade do tempo normalmente esperado. Ele comenta que costuma pegar as rabeiras das ambulâncias, e diz que acende os faróis e segue as ambulâncias, e acrescenta que todos colaboram, pois pensam que ele está seguindo algum conhecido ou familiar.


Ele também menciona que quando se ultrapassa a 200 quilometros  / hora, os radares não conseguem captar, ficando assim livre de multas. Não sei se é isso mesmo, não tentem comprovar!!


Hoje vi um carro com algumas pessoas que atiraram pela janela vários pedaços de papel, que pareciam ser restos de um pacote de bolacha. Uma cena grotesca, como é possível?


Muitas vezes acontece o seguinte: estou na terceira pista acompanhando o fluxo e no limite da velocidade máxima, na pista do meio da estrada, a velocidade é bem menor e tudo caminha bem. Começo a perceber um carro que vem em velocidade muito acima da máxima permitida O cara vem dando farol alto para todo mundo e cortando por todos os lados, quando percebo ligo a seta para esquerda, indicando que não tenho como entrar à direita para o cara passar em alta velocidade. Percebo que vai sobrar uma brecha para deixar o sujeito passar, dou seta indicando que vou entrar para a direita, mas o sujeito impaciente corta pela direita e segue em alta velocidade.


Há uns dias minha filha contou que numa via de 3 pistas, ela e mais o motorista de um outro carro pararam numa faixa de pedestres para algumas pessoas atravessarem. Na terceira pista um sujeito meteu a mão na buzina e tocou o carro em cima dos pedestres, que se não se apressam poderiam ser atropelados.


Isso e muito mais, acontece impunemente todos os dias, no entanto encontramos o policiamento, principalmente nas cidades, muito mais preocupado em alimentar a industria das multas do que em cuidar da educação e cidadania no trânsito.


Um amigo meu, rala com uma Kombi para sustentar sua família, trabalhar no centro de São Paulo fazendo entregas com uma Kombi não é fácil !  Pois é, ele recebeu um comunicado do Detran para entregar sua carta. E agora o que fazer? Como entregar a carta e continuar sustentando sua família?  Trabalhar fazendo entregas em São Paulo, 20 a 25 dias por mês sem ser multado é quase impossível ! Se existe uma industria que funciona, é a industria da multa!


Que sistema o nosso! Trogloditas em atividade estão cada vez mais livres para agir, enquanto aqueles que dependem do ato de dirigir para sobreviver, acabam pagando uma conta pesada.


Notem que em nenhum momento me referi aos trogloditas como animais, na realidade gosto muito de animais e sinceramente os animais não merecem que os trogloditas sejam chamados dessa forma.

 

 

 

 

Um comentário:

  1. Realmente a educação no trânsito é quase inexistente. Muitos se acham poderosos por estarem em carros e acham que podem fazer o que quiserem, coloca a própria vida em risco exagerado ou a dos outros.

    Mas discordo quando você diz de indústria das multas. Só é multado quem infringe a lei. Se andar na velocidade, não passar sinal vermelho, não será multado.

    Escrevi sobre isso, caso tenha interesse veja http://mundiota.blogspot.com/2008/07/indstria-das-multas.html

    []'s

    ResponderExcluir

getsitecontrol

Loja Virtual de Moda Fitness

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...